Campo da Pólvora

O Campo da Pólvora (antes denominado Campo dos Mártires) foi um campo de futebol localizado em Salvador, no estado da Bahia.

HistóriaEditar

Tudo começou em 21 de outubro de 1901 quando José Ferreira Junior, o Zuza Ferreira, improvisou um campo de futebol no Campo da Pólvora, que até então era denominado de Campo dos Mártires. Zuza marcou o espaço do gol com duas pedras grandes, dez metros entre uma e outra, sendo também disputado o primeiro jogo.[1][2] Em 30 de outubro de 1903 foi disputada a primeira partida internacional, por marinheiros americanos que se encontravam em Salvador e um combinado anglo-brasileiro.[2]

Em 9 de abril de 1905, o Campo se tornou oficial com os jogos realizados da Liga Baiana de Esportes Terrestres (atual Campeonato Baiano). A estreia foi com um jogo realizado entre Internacional e Vitória, com uma vitória de 3 a 1 do Internacional.[3] O Campo da Pólvora não tinha arquibancada. O público se posicionava pelos quatro cantos do campo que era "cercado" por cadeiras onde se sentavam as senhoras, além disso o público tinham que se vestir a rigor, pois o futebol naquela época era feito para a elite.[4]

Atualmente, o Campo da Pólvora não existe mais e em seu lugar existe uma estação do metrô da capital baiana, a Estação Campo da Pólvora sob o Largo do Campo da Pólvora.

Ver tambémEditar

Referências

  1. Zuza Ferreira, o homem que trouxe o futebol para a Bahia
  2. a b De acordo com o site salvadorhistoriacidadebaixa.blogspot.com.br na seção "CAMPO DA PÓLVORA – FORUM RUI BARBOSA"
  3. Arena Fonte Nova e os antecedentes dos estádios de Salvador
  4. Salvador Presente: nossos pontos de encontro
  Este artigo sobre futebol brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.