Abrir menu principal
Cantulina Garcia Pacheco
Nascimento 16 de março de 1900
Salvador
Morte 27 de junho de 2004 (104 anos)
Cidadania Brasil
Ocupação Iyalorixá
Religião Candomblé

Cantulina Garcia Pacheco[1] (Salvador, 16 de março de 190027 de junho de 2004) foi uma iyalorixá brasileira no Ilê Axé Opó Afonjá.[2]

Conhecida como Mãe ou Tia Cantu[3] - Ayrá Tolá, nasceu na Mouraria, em Salvador. Foi iniciada no Ilê Axé Opô Afonjá de São Gonçalo do Retiro - Salvador por Mãe Aninha em 6 de junho de 1936, era de Ayrá, um dos Orixás da família de Xangô. Era neta de Joaquim Vieira da Silva, Obá Sanyá, Tio Joaquim.[4]

Foi Iyalorixá do Ilê Axé Opô Afonjá, em Coelho da Rocha, bairro do Município de São João de Meriti, no Rio de Janeiro,[5] sucedendo sua irmã Agripina de Souza, Obá Deyí, nos destinos dessa importante casa no Rio de Janeiro. Mãe Cantú, também, foi conselheira de Mãe Stella de Oxóssi, ocupando o cargo de Iyá Egbé, no Axé Opô Afonjá de Salvador. O referido cargo lhe foi dado por sua Iyalorixá, Mãe Aninha.[6]

Fonte oral

Referências

Ver tambémEditar

  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.