Capela de Santa Catarina (Santo Ildefonso)

capela no Porto

A Capela da Almas ou Capela de Santa Catarina é uma capela situada na freguesia de Santo Ildefonso, na cidade do Porto, em Portugal.

Capela das Almas
Património Nacional
DGPC 74379
SIPA 5472
Geografia
País Portugal
Localidade Santo Ildefonso
Coordenadas 41° 08' 59" N 8° 36' 20" O
Localização em mapa dinâmico
Capela das Almas (Capela de Santa Catarina)
A Capela das Almas na esquina da Rua de Santa Catarina com Fernandes Tomás.

A capela tem a sua origem numa antiga capela feita em madeira erguida em louvor de Santa Catarina.[1] A construção do edifício que hoje existe remonta aos finais do século XVIII, altura em que a Irmandade das Almas e das Chagas de São Francisco passou do Mosteiro de Santa Clara para a Capela de Santa Catarina.[1]

“Com a anexação da irmandade cresceu também a fama e o culto de Santa Catarina, atraindo grande número de fiéis, o que obrigou os responsáveis da irmandade, que superintendiam o culto, a pensar numa nova construção.” [2]

A capela tem dois corpos, sendo o segundo mais baixo, e sofreu obras de ampliação e restauro que modificaram o estilo original, em 1801.

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Capela de Santa Catarina (Santo Ildefonso)

FachadaEditar

A fachada principal tem uma porta emoldurada e rematada por um frontão circular. No tímpano fixa-se um brasão, bipartido, com as armas de São Francisco de Assis e de Santa Catarina. À esquerda ergue-se a torre sineira que tem dois andares: o primeiro tem uma porta com uma pequena janela, e o segundo quatro janelas rematadas por um varandim.[3] A cúpula é rematada por uma cruz de ferro. 

Dá-se ainda destaque para o vitral que representa as almas, executado no século XIX, pelo pintor Amândio Silva.[1]

Até ao ano de 1929, as superfícies exteriores da capela estavam rebocadas e caídas de branco sem azulejos. O revestimento da capela é hoje em dia constituído por 15.947 azulejos que cobrem cerca de 360 metros quadrados de parede. Os azulejos que revestem a capela são da autoria de Eduardo Leite e foram executados pela Fábrica de Cerâmica Viúva Lamego, em Lisboa.[1] Datam de 1929 e representam os passos da vida de São Francisco de Assis e de Santa Catarina, que são venerados na capela.

IconografiaEditar

A iconografia da Capela das Almas

"[...] comprometeu-se com todos os intervenientes presentes ao longo do seu processo histórico: Santa Catarina, aludindo a primitiva capela; São Francisco de Assis e Almas, evocando a Irmandade das Almas e chagas de São Francisco, que transitou do Mosteiro de Santa Clara para a Capela de Santa Catarina; a Eucaristia, recordando a concessão do Lausperene que o papa Pio VII fez, em 1804, a esta capela para todas as quintas-feiras do ano."

ReitoresEditar

O Padre Alexandrino Brochado foi seu reitor entre 1953 e 2016.

  Este artigo sobre Património, integrado no Projecto Grande Porto é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. a b c d Guerra, Alexandre F. M. (2010). O Azulejo de fachada na freguesia de Santo Ildefonso Séculos XIX e XX: Volume I. [S.l.]: Faculdade de Letras da Universidade do Porto. 
  2. MARTINS, Fausto S. - Azulejaria portuense: historia e iconografia, p.117
  3. BROCHADO, Alexandrino - Capela das Almas - Uma jóia da azulejaria portuguesa, p.23.