Abrir menu principal
Caramuntes
Nacionalidade Império Bizantino
Ocupação General e governador

Caramuntes (em grego medieval: Καραμούντης; transl.: Karamoúntes) ou Caramita (al-Qarāmiṭa) foi líder sarraceno em Creta ativo durante o reinado do emir Abdalazize (r. 949–961).

VidaEditar

 
Cerco de Chandax; iluminura do Escilitzes de Madri

Caramuntes foi descrito nas fontes bizantina como emir, sendo possivelmente líder local ou subordinado a Abdalazize (r. 949–961). Durante o Cerco de Chandax conduzido pelos bizantinos sob Nicéforo em 960-961, diz-se que Caramuntes era líder dos árabes que viviam no interior da ilha ou nas montanhas. Ele confrontou um contingente de soldados comandados por Nicéforo Pastilas enviados contra ele, e após derrotar e matar Pastilas, fugiu às montanhas sob a cobertura da noite.[1]

Não se sabe ao certo quem ele era. Pensou-se, embora seja improvável, que pode ser Caramones (Καραμώνης), um obscuro emir de Tarso descrito pelos bizantinos. Essa associação baseou-se somente na proximidade gráfica de seus nomes e o nome grego do emir tarsiano não se assemelha ao nome árabe de nenhum dos emires conhecidos.[1]

Referências

  1. a b Lilie 2013.

BibliografiaEditar

  • Lilie, Ralph-Johannes; Ludwig, Claudia; Zielke, Beate et al. (2013). «#23674 Karamuntes; #23673 Karamones». Prosopographie der mittelbyzantinischen Zeit Online. Berlim-Brandenburgische Akademie der Wissenschaften: Nach Vorarbeiten F. Winkelmanns erstellt