Carinas (em latim: Carinae) era um quarteirão da Roma Antiga que correspondia ao setor ocidental da encosta meridional do Esquilino, na Regio IV Templum Pacis. Segundo Sérvio, o nome é uma referência ao fato de alguns edifícios localizados perto do Templo de Telo terem tetos representando o casco (carinae) de navios[1].

DescriçãoEditar

O quarteirão incluía o Fagutal, a porção noroeste do monte Ópio[2][3], ocupando a região entre o monte Vélia e o Clivo Púlio (em latim: Clivus Pullius), com vista até o Aventino através do Palus Ceroliae.

Segundo Varrão, o quarteirão era atravessado pelo Murus Terreus[4]. Floro afirma que Carinas era "a mais famosa parte da cidade"[5].

Entre outros, moraram em Carinas Cícero[6] e Pompeu, cuja casa depois passou pelas mãos de Marco Antônio e dos imperadores, especialmente Tibério, que morou ali por um tempo.

Referências

  1. Sérvio, Ad Aen. VIII.361
  2. Dyer, Thomas Henry (1864). Ancient Rome: With a map of ancient Rome and numerous illustrations (em italiano). [S.l.]: Walton and Maberly. p. 105– 
  3. Coarelli, Filippo (10 de maio de 2014). Rome and Environs: An Archaeological Guide (em inglês). [S.l.]: University of California Press. p. 555–. ISBN 978-0-520-95780-0 
  4. Varrão, De lingua latina, 5.48.
  5. Floro, Epitomae, 2.18.4.
  6. Cícero, Ad Quintum fratrem, III, 1, 14