Carlos César Burlamaqui

Carlos César Burlamaqui CvC (17751844) foi governador da província do Piauí e primeiro governador de Sergipe, antiga Capitania de Sergipe Del Rei, emancipada em 8 de julho de 1820 da província da Bahia por meio de carta-régia emitida por D. João VI.[1][2]

Carlos César Burlamaqui
Nascimento 1775
Morte 1844

Burlamaqui nasceu Lisboa, Portugal. Sua família era de origem italiana, a mesma do Lucchese Francesco Burlamacchi. Veio ao Brasil em 1806, onde tornou-se o Patriarca da Família “Burlamaqui”, que teve berço no Piauí.

Ele é conhecido por ter sido o primeiro governador de Sergipe.

A emancipação de Sergipe, todavia, contrariava diferentes interesses econômicos, tanto de cidadãos baianos como sergipanos. Sergipe era à altura um importante polo sucroalcooleiro, e sua elite dependia financeiramente e comercialmente da Bahia; esta, por sua vez, perdia uma importante fonte de impostos. Com a Revolução do Porto, a Bahia declara-se fiel a Portugal e reincorpora a província de Sergipe. Tentou-se impedir a posse de Carlos César Burlamaqui, o que acabou por se efetivar. Menos de um mês de governo, Burlamaqui foi deposto e preso por tropas baianas enviadas a São Cristóvão.

Sergipe só voltaria a se emancipar após a Guerra da Independência do Brasil e a deposição do governo pró-Portugal da Bahia.

Referências

  1. Brasileiro, Instituto Histórico e Geográfico (1980). Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro. Brasília: Impr. Nacional. p. 79 
  2. Seguro), Francisco Adolfo de Varnhagen (Visconde de Porto (1957). História da independência do Brasil até ao reconhecimento pela antiga metrópole: comreendendo, separadamente, a dos sucessos ocorridos em algumas províncias até essa data. São Paulo: Edições Melhoramentos. p. 287 
  Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.