Abrir menu principal

Carlos Carrion de Britto Velho

Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde setembro de 2019). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Pintura nº 2, 1977, acervo do MARGS.

Carlos Carrion de Britto Velho (Porto Alegre, 1946), mais conhecido como Britto Velho, é um pintor, gravurista e professor brasileiro.

Estudou em Paris na Gráfica Desjobert, e em Porto Alegre com Danúbio Gonçalves. Residiu em Buenos Aires e São Paulo antes de radicar-se novamente em Porto Alegre. Desde os anos 70 vem desenvolvendo ativa carreira no Brasil e no exterior, participando da Bienal de São Paulo e muitos outros eventos importantes, além de realizar inúmeras exposições individuais.

Tem obras em coleções privadas e públicas, e seu trabalho, que partiu de uma matriz pop e se desenvolveu incorporando traços do surrealismo, já foi objeto de estudo de Marilene Burtet Pieta (em A Modernidade da Pintura no Rio Grande do Sul) e de Maria Lúcia Kern, Mônica Zielinsky e Icléa Borsa Cattani (em Espaços do Corpo).

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre um(a) pintor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

brito velho ganhou um premio em 654 a.c