Abrir menu principal
Emblem-scales.svg
A neutralidade deste artigo ou se(c)ção foi questionada, conforme razões apontadas na página de discussão deste artigo.
Carlos Castelo
Nome completo Carlos Alberto Basílio Castelo
Nascimento ca. 5 de agosto de 1942
Lisboa, Portugal
Cidadania português
Ocupação epigrafista
Página oficial
soios

Carlos Castelo é um epigrafista português do concelho de Lagoa, no Algarve. Desde os seus catorze anos que se dedica ao estudo das escritas canaanita aramaica, egipcia, fenicia, hebraica, grega, rúnica, etrusca e peninsulares hispânicas. É autor da transliteração do Monumento Tumular da Idade do Ferro em Bensafrim inaugurado em 22 de junho de 2002. tem diversos trabalhos publicados na internet onde defende que tanto as linguas latinas como a lingua basca têm origem comum numa lingua pré-romana que se expandiu a partir do território que hoje compreende o atual sul de Portugal.[1]

Colaboru numa equipe de investigação Gallaico-Castellano, com sede em Madrid, com o objectivo de efetuar um levantamento arqueológico e histórico dos povos ibéricos, desde a época Pré e Proto-histórica, assim como inscrições epigráficas de essas épocas remotas de onde vem a língua e escrita dos povos peninsulares.

Carlos Castelo colaborou com arqueólogos espanhóis; Juan Gil e Manuel Rubio para transliterar inscrições do Sudoeste no território espanhol, que há mais de trinta anos os epigrafistas espanhóis nunca conseguiram traduzir. Entre elas estão duas inscrições de certo relevo; Uma descoberta por Manuel Rubio em Valdecaballeros província de Badajoz, pertencente a um enorme Dólmen com corredor. Esta inscrição foi publicada pelo mesmo arqueólogo nos XXXI Colóquios Históricos de Extremadura, em 2003, mas, sem a respectiva tradução. Depois de transliterada por Carlos Castelo, a inscrição refere-se a um homem de nome Oise nativo de Icalonscen ( Igaldon ) cerca de Orke ( Almeria ), segundo a inscrição esse homem foi esquartejado mortalmente. A outra inscrição de uma Estela encontrada no Castro de Almoroqui, em terras de Trujillo ( Cárceres ) no ano 1971, e publicada pelo Director do Museu Arqueológico de Cárceres, Don Miguel Beltrán Lloris. Essa inscrição foi dedicada a Akel em ( ibérico ) ou Azel em ( cónio ), como sendo um Konti ( Koniti ), Cuneti em ( grego ) todavia, é diminutivo de Konii ( Conii ).


TrabalhosEditar

ComentáriosEditar

Referências

  1. Apresentação pág. web visitada em 7 de outubro de 2013
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.