Abrir menu principal

Carlos I em Três Posições

Carlos I em Três Posições
Autor Antoon van Dyck
Data 1635 ou 1636
Género Barroco
Técnica Óleo sobre tela
Dimensões 84.4  × 99.4 
Localização Royal Collection, Castelo de Windsor, Windsor, Reino Unido

Carlos I em Três Posições é uma pintura a óleo sobre tela de Anthony van Dyck mostrando o rei Carlos I de Inglaterra em três posições diferentes: perfil, frontal e três quartos. Pintado em 1635 ou 1636, é atualmente parte da Royal Collection. As cores das roupas e o padrão das golas de renda são diferentes em cada posição, porém a faixa azul da Ordem da Jarreteira está presente em todas.[1]

A obra foi criada como referência para o escultor italiano Gian Lorenzo Bernini criar um busto de mármore como presente do Papa Urbano VIII para a rainha Henriqueta Maria de França, esposa de Carlos, esperando uma reconciliação da Igreja Anglicana com a Igreja Católica.[1] O busto foi presenteado ao rei e a rainha em 17 de julho de 1637 e admirado "não só pelo requinte da obra, mas à imagem e quase semelhança que tinha com o semblante do Rei". Bernini foi recompensado no ano seguinte com um anel de diamante de valor aproximado de oitocentas libras esterlinas. Entretanto, o busto foi destruído em 1698 em um incêndio no Palácio de Whitehall.[2]

van Dyck foi influenciado por Retrato de um Homem em Três Posições, de Lorenzo Lotto,[1] que estava na coleção de Carlos na época. Por sua vez, ele influenciou Retrato Triplo do Cardeal Richelieu, de Philippe de Champaigne.[2]

Após ter sido enviado a Roma para Bernini, o quadro permaneceu na posse dele (como havia sido combinado) e seus descendentes até 1802, quando voltou para a Inglaterra. Ele foi comprado em 1822 pelo rei Jorge IV do Reino Unido por mil guinéus de um Sr. Wells e hoje é parte da Royal Collection.[2]

Referências

  1. a b c «Charles I (1600-49) in three positions». Royal Collection. Consultado em 20 de janeiro de 2014 
  2. a b c «Charles I (1600-1649)». Royal Collection Trust. Consultado em 20 de janeiro de 2014