Abrir menu principal
Catalogue of Life
Gênero Catálogo taxonômico
Cadastro opcional
Lançamento junho de 2001
Posição no Alexa 253,785[1]
Endereço eletrónico catalogueoflife.org

O Catalogue of Life (CoL) (Em português: Catálogo da Vida) é um banco de dados on-line que fornece dados sobre taxonomia da biodiversidade da Terra. Criado em 2001 como uma parceria entre o Species 2000 e o Integrated Taxonomic Information System.[2] Atualmente o catálogo compila dados de 168 bancos de dados taxonômicos revisados por pares, que são mantidos por instituições especializadas em todo o mundo. A partir de 2018, o catálogo lista 1,8 milhões de espécies.[3] O catálogo está disponível em doze idiomas e é usado pelo Biodiversity Heritage Library, pelo Barcode of Life Data System, pela Encyclopedia of Life e pelo Global Biodiversity Information Facility.[4]

Índice

HistóricoEditar

Em junho de 2001, as organizações Species 2000 e ITIS, que anteriormente trabalhavam separadamente, decidiram fazer uma parceria e desenvolveram juntas o Catalogue of Life. As duas organizações permanecem separadas e com estrutura diferente. No entanto, ao trabalhar em conjunto na criação de um produto comum, a parceria permitiu reduzir a duplicação de esforços, aproveitar melhor os recursos e acelerar a produção.[3]

EstruturaEditar

O Catálogo emprega uma estrutura de dados simples que fornece informações sobre sinonímia, agrupamento dentro de uma hierarquia taxonômica, nomes vernaculares, distribuição e ambiente ecológico.[3]

O Catálogo fornece uma edição dinâmica,[5] que é atualizada mensalmente (e na qual os dados podem mudar sem rastrear essas alterações) e uma lista de verificação anual,[6] que fornece uma referência datada e verificável para o uso de nomes e dados associados.

UsoEditar

Grande parte do uso do Catálogo é fornecer uma taxonomia de backbone para outros portais de dados globais e coleções biológicas. A interface pública inclui as funções de pesquisa e navegação, além de oferecer serviços multilíngues.[2]

EstatísticaEditar

O catálogo listou 300 mil espécies em 2003, 500 mil em 2005 e mais de 800 mil em 2006.[7] Em 2018, o catálogo lista 1,8 milhões de espécies.[3] Há uma estimativa de 14 milhões de espécies, no entanto este número não é certo, pois há uma carência de dados sobre o possível número de espécies de insetos, nematóides, bactérias e fungos.[8]

Versão 2018Editar

Em 2018, o catálogo contém contribuições de 168 bancos de dados taxonômicos com informações sobre 1.744.204 espécies extantes e 59.284 espécies extintas, que pertencem a 175.363 gêneros, 11.716 famílias, 1.523 ordens, 352 classes, 101 filos e 7 reinos. Também inclui 1.638.520 sinônimos e 428.289 nomes comuns.[9]

Catalogue of Life PlusEditar

Em 2015, especialistas vinculados ao projeto iniciaram a construção de uma nomenclatura comum e taxonômica que poderá ser usada como uma backbone para ordenar e conectar dados sobre a biodiversidade em vários domínios. O CoL+ irá desenvolver uma câmara de compensação abrangendo nomes científicos de toda biodiversidade; fornecer uma visão taxonômica única baseada na classificação consensual do CoL junto com as fontes taxonômicas associadas; mostrar diferenças entre as fontes e fornecer um feedback para as autoridades de conteúdo, o que permite que a comunidade em geral possa contribuir.[2]

Referências

  1. Traffic Statistics. Alexa Internet. Consultado em 10 de setembro de 2018.
  2. a b c Bánki, Olaf; Döring, Markus; Holleman, Ayco; Addink, Wouter (2018). Catalogue of Life Plus: Innovating the CoL systems as a foundation for a clearinghouse for names and taxonomy. Biodiversity Information Science and Standards. 2: e26922.
  3. a b c d About the Catalogue of Life: 2018 Annual Checklist. Catalogue of Life. Leiden: Species 2000/ITIS. Consultado em 10 de setembro de 2018.
  4. Harmon, Joanie (2 dez. 2016). Animal, vegetable, data: exploring the online 'Catalogue of Life'. UCLA Newsroom. Los Angeles: University of California. Consultado em 10 de setembro de 2018.
  5. Roskov, Yuri et al. (2018). Dynamic Checklist. Catalogue of Life. Leiden: Species 2000/ITIS. Consultado em 10 de setembro de 2018.
  6. Roskov, Yuri et al. (2018). Annual Checklist. Catalogue of Life. Leiden: Species 2000/ITIS. Consultado em 10 de setembro de 2018.
  7. Cachuela-Palacio, Monalisa (12 abr. 2006). Towards an index of all known species: the Catalogue of Life, its rationale, design and use. Integrative Zoology. 1 (1): 18–21.
  8. United Nations Environment Programme (2002). Global Environment Outlook 3: Past, Present and Future Perspectives. Londres: EarthScan Publications. p. 120.
  9. Roskov, Yuri et al. (2018). 2018 Annual Checklist Catalogue of Life. Leiden: Species 2000/ITIS. Consultado em 10 de setembro de 2018.