Catarina Alexeievna Dolgorukov

Catarina Alexeievna Dolgorukova (17111729) foi uma nobre russa e noiva do czar Pedro II da Rússia.

Catarina Alexeievna Dolgorukov

BiografiaEditar

Era filha de Aleixo Dolgorukov, filho do célebre diplomata Gregório Dolgorukov, e de Praskovia Iurievna. Sua família, os Dolgorukovs, eram umas da famílias mais influentes do Império Russo.

Em 19 de novembro de 1729, Catarina ficou noiva do jovem czar Pedro II da Rússia, mesmo ela estando apaixonada pelo Conde Millezimo da Família Aleramici, entretanto Pedro faleceu no dia de seu casamento aos 14 anos.

Após a morte de Pedro II, a princesa Catarina voltou para a casa de seus pais e, com eles, após a ascensão ao trono da imperatriz Ana Ivanovna, em abril de 1730, foi exilada para Berezov. Segundo algumas informações, Catarina Alexeievna Dolgorukov, alguns meses após a morte de Pedro, deu à luz uma filha natimorta.

Em 1745, ela se casou com o tenente-general Conde A.R. Bruce, mas logo pegou um resfriado e morreu. Segundo alguns relatos, Catarina está enterrada na Catedral de Santo André.[1]

HonrasEditar

Em 30 de novembro de 1729, por ocasião do noivado, Catarina recebeu a Ordem de Santa Catarina, da qual foi privada após a queda da família em 1730.[2]

Referências

  1. NA Sindalovskii «São Petersburgo. Suas lendas e histórias.» São Petersburgo «Norint» 2003 p.126
  2. Titulares da Ordem de Santa Catarina
  Este artigo sobre um nobre é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.