Abrir menu principal
A Catedral de São Donatian (à esquerda) na praça Burg.

A catedral de São Donaciano (em neerlandês: Sint-Donaaskathedraal) foi uma catedral católica romana, em Bruges, na Bélgica. Localizada em Burg, uma das principais praças da cidade,[1][2][3] foi a maior igreja em Bruges. A catedral foi destruída em 1799,[1] na sequência da dissolução da Diocese de Bruges, durante a Revolução Francesa.

HistóriaEditar

 
Detalhe arquitetônico a partir de Paele Madonna de Jan van Eyck.

A igreja de São Donaciano (holandês: Sint-Donaaskerk) foi criada por Arnulfo I, conde de Flandres, por volta de 950,[4] a fim de abrigar as relíquias de São Donatian que tinham sido trazidas para Bruges em 870 por monges de Torhout.[2] A igreja foi construída em estilo arquitetônico românico[3]. Houve um edifício octogonal principal, com uma torre e um deambulatório de dezesseis lados.[1] O edifício situava-se na praça Burg, em frente a Stadhuis (câmara municipal). Em 2 de março de 1227,[5] Carlos I de Flandres foi assassinado na igreja.[2][4] A igreja tornou-se uma catedral após a instalação do primeiro Bispo de Bruges, em 1562.[nota 1][4] A Catedral de São Donatian foi destruída em 1799 por forças de ocupação da Primeira República Francesa.[1] O antigo local do edifício é agora ocupado pelo Crowne Plaza Hotel Brugge;[1] no entanto, as fundações da catedral foram descobertas em 1955[1] e são visíveis na adega do hotel.[4]

ObrasEditar

Em 1436, a obra de Jan van EyckA virgem e a criança com o cônego van der Paelel, que também retrata São Donaciano,[6][7] foi encomendado pelo cônego Joris van der Paele como um retábulo para a igreja.[nota 2][7] O próprio Jan van Eyck foi enterrado na igreja de São Donatian em 1441.[4]

Notas

  1. O Bispado de Bruges foi criado em 1559 (McDonald, p.15, 26), mas a posição não foi preenchida até 1562 (McDonald, p.26)
  2. A pintura está agora no Museu Groeninge em Bruges (Dunford and Lee, p.177; McDonald, p.97-98)

Referências

  1. a b c d e f Dunford e Lee, p.174.
  2. a b c McDonald, p.14.
  3. a b McDonald, p.25.
  4. a b c d e McDonald, p.26.
  5. Davis, p. 10.
  6. Dunford e Lee, p.177.
  7. a b McDonald, p.98.

BibliografiaEditar

  • Davis, R.H.C. (1990). King Stephen, terceira edição. Londres e Nova Iorque: Longman. ISBN 0-582-04000-0
  • Dunford, M. and Lee, P. (2002). The Rough Guide to Belgium and Luxembourg, terceira edição. Londres e Nova Iorque: Rough Guides Ltd. ISBN 1-85828-871-1
  • McDonald, G. (2002). Insight Compact Guide: Bruges, segunda edição. Cingapura: APA Publications. ISBN 981-234-705-4