Abrir menu principal
IgrejaCatólicaEmblem of the Papacy SE.svg
Flag of Botswana.svg
Botsuana
Catedral do Cristo Rei, em Gaborone, capital de Botsuana
Ano 2010[1]
Católicos 51.000 (2,7%)
População 1.900.000
Presbíteros 72
Religiosos 59
Religiosas 79
Núncio apostólico Peter Bryan Wells
Códice BW

A Igreja Católica em Botsuana[2][3][4][5][6][7][8][9][10], ou Botswana[11][12][13][14], é parte da Igreja Católica universal, em comunhão com a liderança espiritual do Papa, em Roma, e da Santa Sé.

HistóriaEditar

 
Mapa das subidvisões eclesiásticas católicas em Botsuana

A Igreja Católica em Botsuana foi fundada no final do século XIX, com a chegada dos primeiros missionários jesuítas em abril de 1879 a Shoshong e a Tati. Contanto, logo as duas missões foram abandonadas. Mais tarde, outros religiosos chegaram, até que a Bechuanalândia foi fundada em 1959, e se tornou Botsuana com o nascimento do estado independente em 1966. A primeira diocese foi a de Gaborone, fundada em 1970, a qual, em 1998, foi dividida, formando também um Vicariato Apostólico em Francistown, confiado aos verbitas. Entre 10 e 19 de setembro de 1988, a Igreja Católica de Botsuana recebeu uma visita do Papa João Paulo II.

Organização territorialEditar

A Igreja Católica está presente no território com a Diocese de Gaborone e o Vicariato Apostólico de Francistown, sufragâneos da Arquidiocese de Pretória, pertencente à Igreja Católica na África do Sul.

Conferência EpiscopalEditar

Os Bispos de Botsuana são membros da Conferência dos Bispos Católicos da África Austral, que também são bispos da Suazilândia e da África do Sul.

Nunciatura ApostólicaEditar

Em 2000 a Santa Sé estabeleceu uma Delegação Apostólica em Botsuana, elevada à categoria de Nunciatura Apostólica em 7 de fevereiro de 2009. A Sede do Núncio é a cidade de Pretória, na África do Sul.

Referências

Ver tambémEditar