Abrir menu principal

Centro de Segurança Militar e de Informações do Exército

Centro de Sergurança Militar e de Informações do Exército
País Portugal Portugal
Corporação Exército Português
Subordinação Comando da Logística
Missão Informações e segurança militar
Sigla CSMIE
Criação 1965 (Batalhão de Reconhecimento das Transmissões)
Lema Per Ardua Advigilans
História
Guerras/batalhas Guerra do Ultramar
Sede
Quartel Lisboa
Endereço Calçada da Ajuda
Internet Página do CSMIE

O Centro de Segurança Militar e de Informações do Exército (CSMIE) é o órgão responsável pelas atividades de criptologia, informações, contra-informação e segurança militar do Exército Português.

O CSMIE encontra-se atualmente instalado no Quartel do Conde de Lipe, na Ajuda, em Lisboa, estando na dependência direta do Comando das Forças Terrestres.

Tem como encargo, para a componente operacional do sistema de forças do Exército, o aprontamento do Destacamento de Informações e Segurança Militar (Dest ISM), do Módulo de Operações Psicológicas (Mod OpPsic) e do Comando do Batalhão ISTAR (Informações, Vigilância, Aquisição de Objetivos e Reconhecimento) das Forças de Apoio Geral.

HistóriaEditar

O Centro de Informações e Segurança Militar foi criado em 1965, na Trafaria, sob a forma de Batalhão de Reconhecimento das Transmissões, a partir do Centro de Instrução Especial do Serviço de Reconhecimento das Transmissões.

  • 1952 - criação da Chefia de Cifra do Exército (CheCiE);
  • 1959 - transformação da CheCiE em Chefia do Serviço de Reconhecimento das Transmissões (CheReT) e criação do respetivo Serviço de Reconhecimento das Transmissões (SRT);
  • 1961-1975 - participação da CheReT na Guerra do Ultramar, realizando a intercepção das comunicações táticas do inimigo, a monitorização das comunicações amigas (controlando o cumprimentos dos procedimentos de segurança) e escutando as emissões de radiodifusão das estações apoiantes do inimigo. Estas ações são realizadas fundamentalmente por destacamentos de ligação e reconhecimento das tranmissões e outras equipas da CheReT operando junto dos quartéis-generais e comandos locais. A intercepção estratégica de emissões de radiodifusão de longo alcance é realizada a partir do Centro de Intercepção de Murfacém, Trafaria.
  • 1965 - criação do Batalhão de Reconhecimento das Transmissões (BRT);
  • 1982 - transformação do BRT em Batalhão de Informações e Reconhecimento das Transmissões (BIRT);
  • 1992 - no âmbito do alargamento do serviço militar às mulheres, o BIRT serve de unidade experimental admitindo as primeiras recrutas e constituindo o primeiro pelotão feminino do Exército Português;
  • 1993 - transformação do BIRT em Batalhão de Informações e Segurança Militar (BISM), absorvendo as funções da CheReT, que é extinta;
  • 2007 - transformação do BISM em Centro de Informações e Segurança Militar (CISM), sendo transferido da Trafaria para Lisboa;
  • 2009 - transformação do CISM em Centro de Segurança Militar e de Informações do Exército.

ReferênciasEditar