Centro de Recrutamento da Força Aérea

O Centro de Recrutamento da Força Aérea (CRFA) tem por missão proceder às operações de divulgação e de recrutamento de cidadãos com destino à prestação voluntária do serviço militar, nas suas diferentes formas e prestar apoio administrativo e social aos militares que se encontram fora da efetividade de serviço.

Sito no Complexo do Hospital das Forças Armadas (HFAR), Complexo do Lumiar, em Lisboa, depende hierarquicamente do CComando de Pessoal da Força Aérea (CPESFA). Do CRFA faz também parte o Núcleo Norte, localizado na Praça Dr. Francisco Sá Carneiro, n.º 219 – 1.º Dto, no Porto.

O Centro de Recrutamento da Força Aérea é chefiado, desde 1 de abril de 2019, pelo Coronel, Técnico de Manutenção de Material Aeronáutico (TMMA), Aires Manuel Tavares Marques.

Infra-estruturas e meios de divulgaçãoEditar

O Centro de Recrutamento encontra-se dividido em quatro núcleos: o Núcleo de Informação e Marketing, o Núcleo de Candidaturas e Alistamento, a Aérea de Apoio aos Militares Fora da Efetividade de Serviço e o Núcleo Norte. O CRFA é composto por diversas salas de trabalho, uma sala de briefing, uma sala de estar para os candidatos e alojamentos para os mesmos.

Dispõe de três viaturas (duas alocadas ao CRFA Lisboa e uma ao Núcleo Norte) equipadas com todo o material necessário para divulgar a Força Aérea em escolas, centros de emprego, feiras e outros eventos em todo o país.

RecrutamentoEditar

Assim, o recrutamento tem-se adaptado ao panorama atual, acompanhando as tendências e os interesses do público-alvo, recorrendo a novas estratégias e campanhas mais atrativas, consubstanciadas numa forte aposta no domínio digital, de forma a incentivar os jovens à prestação de serviço militar na Força Aérea.

Provas de seleçãoEditar

Durante o processo de recrutamento, os/as candidatos/as são submetidos/as a diversas provas de classificação e seleção, de modo a avaliar se o perfil psicofísico dos mesmos se adequa à prestação de serviço militar.

A 1ª fase das provas é a fase documental, onde os/as candidatos/as devem entregar todos os documentos necessários para efetuar a candidatura. Após análise e verificação dessa documentação, os/as candidatos/as são convocados/as para a realização das provas.

A 2ª fase das provas consiste nas Provas de Classificação e Seleção propriamente ditas. As primeiras provas são as Provas de Avaliação da Condição Física e, caso sejam considerados/as aptos/as nesta primeira prova, avançam para a prova seguinte, as Provas de Avaliação Psicológica e a Prova de Conhecimentos de Inglês. Por fim, caso tenham ficado aptos, realizam as Inspeções Médicas. As provas têm, previsivelmente, duração de três a cinco dias úteis. Se o candidato ficar apto em todas as provas, aguarda a publicação da lista de seriação, onde terá conhecimento se prossegue ou não para a Instrução Básica (Recruta).

Ver tambémEditar

Referências