Cerco de Melite (870)

O ‎‎cerco de Melite‎‎ foi a captura da cidade ‎‎bizantina‎‎ de ‎‎Melite‎‎ (atual ‎‎Mdina‎‎, ‎‎Malta‎‎) por um exército aglábida invasor em 870. O cerco foi inicialmente liderado por Halafe Alhadim, um renomado engenheiro, mas que foi morto e substituído por Sauada ibne Maomé. A cidade resistiu ao cerco por algumas semanas ou meses, mas acabou caindo para os invasores, e seus habitantes foram massacrados e a cidade foi saqueada. ‎

AntecedentesEditar

As ilhas maltesas tinham sido parte do ‎‎Império Bizantino‎‎ desde 535, e evidências arqueológicas sugerem que provavelmente tinham um papel estratégico importante dentro do império.‎[1] Quando as ‎‎primeiras conquistas muçulmanas‎‎ começaram no século VII, os bizantinos foram ameaçados no Mediterrâneo, e então provavelmente fizeram esforços para melhorar as defesas de Malta. Neste ponto, podem ter construído um ‎‎recuo‎‎ que reduziu Melite para um terço de seu tamanho original.‎[2]

Um ataque de reconhecimento muçulmano a Malta pode ter ocorrido em 221 ‎AH (835–36 d.C.) [3] De todas as ilhas ao redor da Sicília, Malta foi a última a permanecer nas mãos bizantinas, e em 869 uma frota sob Ahmad ibn Umar ibn Ubaydallah ibn al-Aghlab al-Habashi a atacou. Os bizantinos, tendo recebido reforços oportunos, resistiram com sucesso no início, mas em 870 Muhammad enviou uma frota da Sicília para a ilha, e a capital Melite caiu em 29 de agosto de 870. O governador local foi capturado, a cidade foi saqueada — Ahmad al-Habashi teria levado as colunas de mármore da catedral local para decorar seu palácio — e suas fortificações arrasadas.[4][5] A queda de Malta teve importantes ramificações para a defesa do que restou da Sicília Bizantina: com Reggio Calábria e agora Malta em suas mãos, os muçulmanos completaram seu cerco à Sicília, e poderiam facilmente interditar qualquer ajuda enviada do leste.[6] Ibn Khaldun relata que a conquista de Malta pelos Aghlabids aconteceu já em 868.[7]

Referências

  1. Cassar, Carmel (2000). A Concise History of Malta. Msida: Mireva Publications. ISBN 1870579526 
  2. Spiteri, Stephen C. (2004–2007). «The 'Castellu di la Chitati' the medieval castle of the walled town of Mdina» (PDF). Arx – Online Journal of Military Architecture and Fortification: 4. Cópia arquivada (PDF) em 15 de novembro de 2015 
  3. Bosworth; Van Donzel; Lewis; Pellat, eds. (1987). The Encyclopedia of Islam. Leiden: E. J. Brill. ISBN 9004086595 
  4. Metcalfe 2009, p. 26.
  5. Vasiliev 1968, pp. 24-25.
  6. Vasiliev 1968, p. 26.
  7. Brown 1975, p. 82.