Cerco de Sénonas

Cerco de Sénonas foi um breve cerco realizado pelas forças alamanas à cidade romana de Sénonas (provavelmente a moderna Sens), na Lugdunense IV, onde o césar Juliano passava o inverno. Depois de várias deserções entre suas tropas federadas, bandos armados germânicos tentaram aproveitar-se da fragilidade e atacaram a cidade. Porém, eles não conseguiram romper as defesas por não terem à disposição armas de cerco e o único resultado imediato foi que conseguiram impedir que Juliano saísse da cidade. Depois de apenas um mês, os alamanos recuaram[1].

Cerco de Sénonas
Guerras germânicas
Data 356
Local Sénonas, na Gália Lugdunense IV (moderna França)
Desfecho Vitória romana
Beligerantes
Império Romano Império Romano   Alamanos
Comandantes
Império Romano Juliano, o Apóstata   Desconhecido
Sénonas está localizado em: França
Sénonas
Localização de Sénonas no que é hoje a França

Referências

  1. Goldsworthy, Adrian. In the Name of Rome, Weidenfeld and Nicolson, 2003, p. 345