Abrir menu principal
Como ler uma infocaixa de taxonomiaChalicotherium
Ocorrência: Oligoceno Superior - Plioceno Inferior
Macrotherium sansaniense composite skeleton.JPG
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Perissodactyla
Família: Chalicotheriidae
Género: Chalicotherium
J. J. Kaup, 1833
Espécies
  • ver texto
Sinónimos
  • Macrotherium Lartet, 1837
  • Butleria

Chalicotherium (do grego antigo, χαλιξ/khalix, khalik-: seixo/cascalho + θηρίον/thērion, diminutivo de θηρ/thēr : besta) é um gênero de ungulados herbívoros de dedos ímpares da ordem dos perissodáctilos e da família dos calicoteriídeos. Do Oligoceno Tardio ao Baixo Plioceno, eram encontrados na África, na Ásia e na Europa.[1] Viveram de 28,4 a 3,6 milhões de anos atrás, de modo a existir por cerca de 24,8 milhões de anos.

Acredita-se que este animal se assemelhava muito com diversos outros calicoteriídeos, posto que era um herbívoro com longos membros anteriores e com membros posteriores robustos.

A espécie-tipo, Chalicotherium goldfussi, a qual viveu durante o Mioceno e o Plioceno na Europa, foi descrita por Johann Jakob Kaup em 1833.

Índice

DescriçãoEditar

 
Dente de Calicotherium goldfussi.

A anatomia do Chalicotherium era adaptada para pastar, o que era incomum entre ungulados. Tal perissodáctilo utilizava suas garras das longas patas dianteiras para alcançar os ramos altos das árvores e trazê-los para perto da boca, além de serem úteis para a defesa.[2][3] A cabeça parecida com a de um cavalo mostra a adaptação em dietas de vegetação mole desde o momento em que o animal atingia a maturidade sexual. Nessa altura, livrava-se dos incisivos e dos caninos superiores, deixando ficar os molares, mais propícios àquele tipo de dieta.

Calos no ísquio indicam que os animais se sentavam para ruminar durante longos períodos de tempo. O crescimento de ossos que dariam suporte a "almofadas" na parte dorsal das falanges é interpretado como uma evidência de que tais animais se apoiavam sobre as juntas para se movimentar, assim como os gorilas atuais. Acredita-se que tal forma de movimentação era útil para evitar o desgaste das garras.[3]

Todas essas características apontam para uma convergência evolutiva com: preguiças, símios, ursos (sobretudo o panda-gigante) com um grupo de dinossauros terópodes conhecidos como therizinosauros.[4]

ClassificaçãoEditar

 
Garra de Calicotherium.

História TaxonómicaEditar

Quando a espécie Chalicotherium goldfussi foi encontrada na Alemanha, em 1833, J. J. Kaup descreveu o animal como tendo dentes semelhantes a seixos. Daí provém o nome do gênero.

Espécies validadasEditar

  • Chalicotherium goldfussi J. J. Kaup, 1833.
 
Mandíbula de Calicotherium goldfussi.
É a especie-tipo do gênero. Detinha a massa corpórea de aproximadamente 1500 kg e media 2,6 metros de altura até os ombros. Foi descoberta na Alemanha.
  • Chalicotherium brevirostris
Descrita primeiramente como Macrotherium brevirostris por Colbert em 1934, esta espécie foi descoberta na Formação do Mioceno Superior Tung Gur, na Mongólia.
  • Chalicotherium salinum
Descrito a priori como Macrotherium salinum por Forster Cooper, esta espécie foi descoberta na Índia.

ReferênciasEditar

  1. 1905-, Colbert, Edwin Harris,; Barnum., Brown,; (1921-1925), Brown India Expedition (1935). «Distributional and phylogenetic studies on Indian fossil mammals. 3, A classification of the Chalicotherioidea. American Museum novitates ; no. 798» (em inglês) 
  2. Extinction Blog (1 de março de 2018), Chalicotherium || The Odd-Looking Beast From Prehistory, consultado em 22 de julho de 2018 
  3. a b «Walking With Beasts - Land Of Giants - Dailymotion Video». Dailymotion. 17 de abril de 2014. Consultado em 22 de julho de 2018 
  4. «Chalicotherium goldfussi - Atlas Virtual da Pré-História». www.avph.com.br. Consultado em 22 de julho de 2018 
  Este artigo sobre Perissodáctilos pré-históricos, integrado ao WikiProjeto Mamíferos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.