Charles-Antoine Coypel

Charles-Antoine Coypel (*11 de julho de 1694 – †15 de junho de 1752) foi um pintor francês, comentarista de arte e dramaturgo. Ele viveu em Paris.[1] Ele foi filho do pintor Antoine Coypel e neto do também pintor Noël Coypel,[2] também foi sobrinho de Noël-Nicolas Coypel.[3] Charles-Antoine herdou os direitos dos desenhos e pinturas como premier peintre du roi (primeiro pintor do rei) de seu pai quando ele morreu em 1722. Ele tornou-se premier peintre du roi e diretor da Académie Royale em 1747. Ele recebeu um número de encomendas de pinturas para o Palácio de Versalhes, e trabalhou para a Madame de Pompadour, amante do rei.[4]

Charles-Antoine Coypel
Nascimento 11 de julho de 1694
Paris
Morte 14 de junho de 1752 (57 anos)
Paris
Cidadania França
Progenitores
Ocupação pintor, dramaturgo, gravador(a)
Obras destacadas Os Deuses do Olimpo

Coypel era um excelente designer de tapeçaria. Ele projetou tapeçarias para as Fábrica Gobelins. Suas tapeçarias de sucesso foram criadas a partir de uma série ilustrando Don Quixote.[4] Coypel foi o primeiro a ilustrar Don Quixote de forma sofisticada. Estas ilustrações foram pintados como desenhos para tapeçarias, e foram gravadas e publicadas em um fólio de luxo em Paris, em 1724.[5] Coypel criou vinte e oito pinturas pequenas para estas tapeçarias ao longo de vários anos. Cada uma das pinturas foi usado como a peça central de uma área maior, que foi ricamente decorada com aves, pequenos animais, e guirlandas de flores sobre um fundo estampado. Mais de duzentas peças da série D. Quixote foram tecidas entre 1714 e 1794.[6] Ele recebeu um pedido para criar uma série de cenas teatrais para tapeçarias para a rainha da Polônia em 1747.[4] Escreveu também em prosa, várias comédias, duas tragédias, e alguma poesia.[4]

Referências

  1. Craske, Matthew, 1997, Art in Europe 1700-1830: A History of the Visual Arts in an Era of Unprecedented Urban Economic Growth, Oxford University Press, ISBN 0192842064, p. 145.
  2. «artnet.com: Resource Library: Coypel: (2) Antoine Coypel» (em inglês). Artnet.com. Consultado em 30 de junho de 2011 
  3. «The Art of France, 1700-1800» (PDF) (em inglês). Willemswebs.com. Consultado em 30 de junho de 2011 
  4. a b c d Charles-Antoine Coypel The Getty Museum.
  5. Paulson, Ronald, 1998, Don Quixote in England: The Aesthetics of Laughter, Johns Hopkins University Press, ISBN 0801856957, p.45.
  6. Jenkins, D.T., 2003, The Cambridge History of Western Textiles, Cambridge University Press, ISBN 0521341078, p.612.

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Charles-Antoine Coypel
  Este artigo sobre um(a) pintor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.