Abrir menu principal

A charrua é semelhante ao arado, mas parte mais superficialmente a terra e é mais impermeável, já que usa-se o ferro na sua construção; geralmente, a charrua é puxada por um cavalo.

Esse sistema foi desenvolvido durante meados da Idade Média[1]. A Idade Média: Nascimento do ocidente, e era considerado um dos avanços tecnológicos daquela época. Sua adoção proporcionou um aumento na produção, e dessa forma gerou um excedente de alimentos, já que antes era praticada a agricultura de subsistência. Mais tarde, esse entre outros avanços tecnológicos ajudaram no retorno da prática do comércio devido à sobra de produtos. Na atualidade as charruas mais eficazes são puxadas por grandes maquinas, sendo no máximo possível ter uma charrua de 7 dentes de ambos os lados. Na idade média o feudo predominava toda a Europa e Ásia. Nos feudos as pessoas começaram a viver mais, devido ao término das guerras. Assim foi necessário produzir mais alimentos assim surgiu a charrua, nessa época começou um grande desmatamento e drenagem de pântanos para ter terras férteis. Charrua foi substituída pelos arados de madeiras.

Referências

  1. FRANCO JUNIOR, Hilário
  Este artigo sobre Agricultura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.