Abrir menu principal
Ondas dos ventos de troca em regiões de ventos convergentes do Oceano Atlântico, que se movem lentamente pela mesma faixa das instabilidades predominantemente criadas pelo vendo na atmosfera, e que podem levar à formação de furacões.

Ciclogênese tropical é um termo técnico que descreve o desenvolvimento e fortalecimento de um ciclone tropical na atmosfera.[1] Os mecanismos pelos quais ocorrem as ciclogêneses tropicais são claramente diferentes das ciclogêneses que ocorrem nas latitudes médias. A ciclogênese tropical envolve o desenvolvimento de um ciclone de núcleo quente, devido à convecção significativa num ambiente atmosférico favorável. Formam-se anualmente, em média, 86 ciclones tropicais com intensidade de tempestades tropicais, sendo que 47 alcançam a força de um furacão/tufão, e 20 se tornam ciclones tropicais intensos (no mínimo uma categoria 3 na Escala de Furacões de Saffir-Simpson).[2]

Referências

  1. Arctic Climatology and Meteorology. «Cyclogenesis». National Snow and Ice Data Center. Consultado em 20 de Outubro de 2006. Arquivado do original em 30 de agosto de 2006 
  2. Chris Landsea. «Climate Variability table - Tropical Cyclones». Laboratório Oceanográfico e Meteorológico do Atlântico. Consultado em 19 de Outubro de 2006 

Ligações externasEditar