Cida Bento

psicóloga brasileira

Maria Aparecida da Silva Bento, conhecida como Cida Bento, é uma psicóloga e ativista brasileira, diretora do Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdades (CEERT), que atua na redução das desigualdades raciais e de gênero no ambiente de trabalho.

É doutora em psicologia pela Universidade de São Paulo, onde homologou em 2002 a tese "Pactos narcísicos no racismo: branquitude e poder nas organizações empresariais e no poder público".[1] Também é professora visitante na Universidade do Texas em Austin, nos Estados Unidos.

BiografiaEditar

Cida nasceu em São Paulo, na Zona Norte da cidade, filha de um motorista e uma servente. Foi a primeira pessoa da família a concluir o ensino superior. Trabalhou como professora da educação básica, psicóloga ocupacional no setor privado e no Conselho da Comunidade Negra do Estado de São Paulo. Em 1990 fundou, com Ivair Augusto Alves dos Santos e Hédio Silva Júnior, o CEERT. [2] [3]

Em 2015 foi nomeada pela revista The Economist uma das 50 pessoas mais influentes do mundo no campo da diversidade. [4][5]

ReferênciasEditar