Citroën 10 Hp

automóvel francês


O Citroën 10 Hp foi o primeiro automóvel produzido pela marca francesa Citroën.

Citroën 10 Hp
Visão geral
Produção
Fabricante Citroën
Montagem Paris Javel[1]
Modelo
Classe Segmento D
Carroceria "Torpedo", "Torpedo Sport", "Coupe de Ville"[1]
  • Versões do 10 Hp : Type A / Type B2 / Type B10 e Type B12
  • Suspensão : Molas elípticas de um quarto na frente e na traseira.[2] (Absorventes de choque traseiros em Luxe e todos B2 e B10, exceto os modelos básicos de 1924)
  • Freios : Tambor acionado por pé no eixo de transmissão e acionado manualmente nas rodas traseiras
  • Direcção : Sem-fim e rolo
Ficha técnica
Motor
  • Nº Cilindros : 4 em linha
  • Combustível : Gasolina
  • Cilindrada : De 1327 cm3 a 1452 cm3[2][3][4]
Potência
  • De 18 Cv a 22 Cv (13 Kw a 16Kw) às 2100 Rpm
Transmissão
  • Tracção traseira
  • Caixa manual de 3 velocidades
Dimensões
Comprimento 4000 mm
Largura 1410 mm
Altura 1750 mm
Peso 810 Kg
Consumo 7,5 Lt/100
Velocidade máxima De 68 Km-h a 75 Km-h
Cronologia
Primeiro veículo
Citroën Rosalie

Em 28 de maio de 1919, o primeiro carro da Citroën deixou a linha de montagem; a marca lança o seu primeiro automóvel, o Citroën 10 Hp Type A. André Citroën queria um automóvel a um preço modesto (seu preço inicial é de 7950 francos que é baixo para a época), com uma manutenção baixa, mas, vai muito mais além, lançando o primeiro automóvel do mundo com chassis monocoque, sem embaladeiras, (carroceria completa incluindo quatro rodas de metal estampada com pneus, estepe, dois faróis e um motor elétrico de partida) e é o primeiro automóvel em que não se tem de subir para entrar. Até então, todos os subconjuntos eram fabricados por artesãos qualificados, e o 'chassi' acabado era solicitado pelos clientes que os enviavam a uma respeitável empresa de construção de carrocerias para serem vestidos com alguma carroçaria adequada. Mas não se fica por aqui, e o seu primeiro veículo é apresentado de forma diferente de todos os outros. Pela primeira vez, na história do automóvel, este é lançado com direito a publicidade, através de um anuncio original.

Dois anos depois, em 1921, uma versão mais sofisticada do modelo 10 Hp, o Citroën 10 Hp Type B2 que representou um desenvolvimento do Tipo A, com um motor mais potente sendo a versão que maior sucesso alcançou, graças à sua robustez e economia. Surgiu totalmente equipado com componentes elétricos e pneus, que era incomum na época. André Citroën lançou uma frota de táxis de Paris com a versão especial "B2 Taxi"[3]

Versões do Citroën 10 HpEditar

  • 1919 : "10 Hp Type A" (Torpedo 3 Lugares, Torpedo 4 Lugares, Torpedo 3 Lugares Docteur Chassis Normal, Torpedo 3 Lugares Docteur Chassis Court, Coupé de Ville e 10 Hp Type A Conduite Interieur 4 Lugares)[5]
  • 1921 : "10 Hp Type B" (Torpédo 4 Lugares de Série, Série Luxe, Turismo de Luxo e Acabamentos Desportivos, Conduite Interieure 3 e 4 lugares, Série Coupé de Ville e Grand Luxe e Landaulet Grand Luxe. A gama foi ampliada para incluir o elegante Sport Caddy, o Normande, o Taxi, um Cabriolet, um Coupé e um Trefle Torpédo)[3]
  • 1925 : Lançamento de "10 Hp B10" que era semelhante ao B2 em mecãnica, mas empregava toda a carroçaria de metal (tout acier).[3]
  • 1926 : "10 Hp B12" contava agora com as versões (Normande, Taxi, Cabriolet e Coupé.)[4]

InovaçõesEditar

O Citroën 10 Hp Type A foi o primeiro automóvel do mundo com chassi monocoque, sem embalaeiras (carroceria completa incluindo quatro rodas de metal estampada com pneus, estepe, dois faróis e um motor elétrico de partida) e é o primeiro automóvel em que não se tem de subir para entrar.[6] Com o Citroen 10 Hp B10 em 1923 a Citroen lança o primeiro carro com a carroçaria inteira de aço, substituindo as combinações de madeira/metal.[7]

Referências

Ligações externasEditar