Citroën Méhari

O Citroën Méhari foi um modelo de automóvel produzido pela empresa francesa Citroën, entre 1968 e 1987. Teve origem na SEAB, uma sociedade especializada na moldagem de plástico.[1]

Citroën Méhari
Um Citroën Méhari em São Pedro do Estoril, Portugal.
Visão Geral
Produção 19681987
Fabricante Citroën
Modelo
Carroceria Descapotável 2 portas
Designer Roland de la Poype
Ficha técnica
Motor Boxer de dois cilindros
Modelos relacionados Citroën 2CV
Citroën FAF
Renault Rodeo
Mini Moke
Dimensões
Comprimento 3520 mm
Entre-eixos 2400 mm
Largura 1530 mm
Altura 1640 mm
Peso 570 kg
Cronologia
Citroën C-Crosser

Tendo por base mecânica o 2CV,[2] a carroçaria em plástico do Méhari assenta sobre um chassi tubular e resulta num automóvel muito simples.

Em 1978 surge uma nova versão, que sofre profundas alterações a nível da mecânica e da carroçaria. Um ano mais tarde é apresentada uma versão 4x4, que surpreende pelas qualidades de todo-o-terreno, chegando a ser a viatura médica que garantiu a assistência do Rali Paris-Dakar em 1980.

Chegou a ser feito também no Uruguai até 1979, montado pela Nordex somente com tração dianteira, usando componentes mecânicos provenientes da Citroën Argentina e uma carroceria de plástico reforçado com fibra de vidro, mais fácil de ser produzida no Uruguai com moldes simples ao invés de ser moldada por injeção como era o caso do modelo francês.

Entre 1968 e 1987 foram produzidas cerca de 145.000 unidades do Méhari.[3]

Referências

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Citroën Méhari