Abrir menu principal

Clara Clemência de Maillé-Brézé

Clara Clemência de Maillé
Mademoiselle de Brézé
Princesa de Condé
Marido Luís II de Bourbon-Condé
Descendência Henrique Júlio de Bourbon-Condé
Luís de Bourbon
Mademoiselle de Bourbon
Nascimento 25 de fevereiro de 1628
  Brézé, França
Morte 16 de abril de 1694 (66 anos)
  Châteauroux, França
Enterro Igreja de Saint-Martin, Châteauroux, França
Pai Urbano de Maillé-Brézé
Mãe Nicole du Plessis
Religião Catolicismo
Assinatura Assinatura de Clara Clemência de Maillé
Brasão

Clara Clemência de Maillé (em francês: Claire-Clémence de Maillé; Brézé, 25 de fevereiro de 1628 - Châteauroux, 16 de abril de 1694), princesa de Condé, foi uma nobre francesa.

BiografiaEditar

Nascida a 25 de fevereiro de 1628, era a filha mais nova do marquês Urbano de Maillé e de Nicole du Plessis de Richelieu, irmã do Cardeal de Richelieu.

Por razões políticas, desposou, em 11 de fevereiro de 1641 Luís II de Bourbon-Condé, Duque d’Enghien, com apenas 13 anos de idade. Luís eram membro da Casa de Bourbon-Condé, um ramo cadete da Casa de Bourbon. Tiveram, entre outros, dois filhos que passaram para a posteridade:

  1. Henrique Júlio de Bourbon-Condé - Paris, 29 de julho de 16431 de abril de 1709)
  2. Luís de Bourbon, Duque de Bourbon (Bordéus, 20 de setembro de 1652id., 11 de abril de 1653)
  3. Mademoiselle de Bourbon (Breda, 12 de novembro de 1657 – Paris, 28 de setembro de 1660)

Títulos e estilosEditar

  • 25 de fevereiro de 1628 – 11 de fevereiro de 1641 Mademoiselle de Brézé
  • 11 de fevereiro de 1641 – 26 de dezembro de 1646: Sua Alteza Sereníssima a Duquesa d’Enghien
  • 26 de dezembro de 1646 – 11 de novembro de 1686: Sua Alteza Sereníssima a Princesa de Condé
  • 11 de novembro de 1686 – 16 de abril de 1694: Sua Alteza Sereníssima a Princesa-viúva de Condé

BibliografiaEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Clara Clemência de Maillé-Brézé
  • Lenet, Pierre (1826) Mémoires. (Collection des Mémoires relatifs à l’histoire de France; eds. Petitot et Monmerqué; tome LIII). Paris: Librairie Foucault