Collège de France

(Redirecionado de Colégio de França)

O Collège de France fundada em 1530, é um estabelecimento de ensino e pesquisa (Grand Etablissement) na França. Está localizado em Paris, no 5º arrondissement, ou Quartier Latin, em frente ao campus histórico da Sorbonne.

Pátio do Collège de France.

Visão geralEditar

O Collège é considerado o estabelecimento de pesquisa de maior prestígio da França.[1][2] Desde 2017, 21 vencedores do Prêmio Nobel e 8 Medalhistas Fields eram afiliados ao Collège. Não concede diplomas. Cada professor é obrigado a ministrar palestras em que a participação é gratuita e aberta a todos. Os professores, cerca de 50, são escolhidos pelos próprios professores, de uma variedade de disciplinas, tanto de ciências como de humanidades. O lema do Collège é Docet Omnia, palavra latina para "Ensina tudo"; seu objetivo é "ensinar ciência em construção" e pode ser resumido por Maurice Merleau-PontyFrase de: "Não aprendemos verdades, mas a ideia de pesquisa livre"[3] que está inscrita em letras douradas acima do salão principal.

O estabelecimento é membro associado da PSL Research University (comunidade de universidades parisienses).[4]

O Collège possui laboratórios de pesquisa e uma das melhores bibliotecas de pesquisa da Europa, com seções de história com livros raros, humanidades, ciências sociais e também química e física.

O site do Collège de France hospeda várias vídeos de aulas. As aulas são acompanhadas por vários alunos, desde investigadores seniores a alunos de doutoramento ou mestrado, ou ainda alunos de licenciatura. Além disso, as leçons inaugurales (primeira aula) são eventos importantes na vida intelectual e social de Paris e atraem um grande público de parisienses curiosos.

HistóriaEditar

O Collège foi fundado pelo rei Francisco I de França, inspirado no Collegium Trilingue em Louvain, a pedido de Guilherme Budé. De inspiração humanista, a escola surgiu como uma alternativa à Sorbonne para promover disciplinas como Hebraico, Grego Antigo (tendo como primeiro professor o célebre estudioso Janus Lascaris) e Matemática.[5] Inicialmente chamado de Collège royal, e mais tarde Collège des trois langues (Collegium Trilingue), Collège nacional, e Collège impérial, foi denominado Collège de France em 1870. Em 2010, tornou-se um associado fundador da PSL Research University.

ReferênciasEditar

  1. Appelrouth, Scott; Edles, Laura Desfor (2008). Teoria Sociológica Clássica e Contemporânea: Texto e Leituras . Pine Forge Press. p. 641 . ISBN 9780761927938. OCLC  1148204416 .
  2. «John Culbert (2011). Paralyzes: Literature, Travel and Ethnography in French Modernity . U of Nebraska Press. p. 257.» 
  3. "Non pas des vérités aquises, mais l'idée d'une recherche libre". A frase inteira é de fato: "Ce que le Collège de France, depuis sa fondation, est chargé de donner à ses auditeurs, ce ne sont pas des vérités aquises, c'est l'idée d'une recherche libre." Da palestra inaugural de Merleau-Ponty no Collège de France, reproduzida em: Maurice Merleau-Ponty, Éloge de la philosophie et autres essais , Paris: Gallimard, 1989, p. 13
  4. «"Decreto 2019-1130 criando Université Paris sciences et lettres (Université PSL)" .» 
  5. Byzance et l'Europe: Colloque à la Maison de l'Europe, Paris, 22 de abril de 1994 , H. Antoniadis-Bibicou (Ed.), 2001, ISBN / ISSN / EAN: 291142720.

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Collège de France