Abrir menu principal
Um B-1 Lancer bombardeia uma área com bombas de fragmentação.

A Coligação Contra as Bombas de Fragmentação, mais conhecida pela sigla CMC de Cluster Munition Coalition, é uma complexa organização não-governamental da sociedade civil internacional, comprometida com a eliminação das bombas de fragmentação, um tipo de arma que fez ao longo dos últimos anos uma grande quantidade de vítimas civis, que frequentemente tem efeitos indiscriminados, e que se encontra armazenado em enormes quantidades em mais de 70 países.

A Coligação foi formada em novembro de 2003, e é uma rede de organizações da sociedade civil, incluindo ONGs, grupos de pressão (lóbis), e organizações profissionais. Inclui organizações a nível mundial como a Amnistia Internacional, a Human Rights Watch, bem como organizações nacionais como a Sociedade Sueca de Paz e Mediação.

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar