Abrir menu principal

A Companhia Russo-Americana (em inglês: Russian-American Company , em russo: Русско-американская компания ) foi uma companhia comercial semiestatal fundada por Grigory Shelikhov e Nikolai Rezanov, e financiada pelo czar Paulo I em 1799.

Companhia Russo-Americana
(Русско-американская компания)
Sociedade anônima
Atividade Comércio de pele
Fundação 8 de julho 1799
Fundador(es) Grigory Shelikhov
Encerramento 1867
Sede São Petersburgo, Rússia

A licença, de 20 anos renováveis, permitia o monopólio do comércio à CRA em todas as possessões russas na América do Norte, (a chamada América Russa) incluindo as Ilhas Aleutas e os territórios até à latitude de 55º N. Uma segunda licença, de 1821, estendeu a concessão mais para sul até ao paralelo 51º N. Segundo o estabelecido, um terço dos lucros revertia a favor do czar e Império Russo.

Com Alexander Baranov, que governou a região de 1790 a 1818, uma base permanente foi criada em 1804 em Novo-Arkhangelsk (atual Sitka no Alaska) e um comércio próspero de peles foi organizado.

A CRA construiu fortes no que é hoje o Alasca e a Califórnia. Fort Ross, na costa desta última, a norte de San Francisco, foi o posto mais meridional da América Russa (hoje reconstruído, está transformado em museu histórico).


Governadores da Companhia Russo-AmericanaEditar

Ver tambémEditar