Abrir menu principal

Complexo do Amarelinho

Complexo do Amarelinho, oficialmente o Conjunto Residencial Areal, é uma favela da cidade do Rio de Janeiro, situada às margens da Avenida Brasil (então "Avenida das Bandeiras"), no bairro de Acari, próximo a Coelho Neto e Irajá. Originalmente, havia o projeto de entregar um conjunto estruturado, com 600 unidades habitacionais, construído na década de 1950 com recursos do Instituto de Aposentadorias e Pensões dos Industriários, como habitação subsidiada para trabalhadores assalariados de classe média e baixa.[1] Todavia, os moradores são invasores, e a construção do Conjunto jamais completou-se, pois a prefeitura do Rio de Janeiro embargou a ocupação das residências, por não apresentarem condições satisfatórias de segurança.

O nome popular de Amarelinho deve-se à cor amarela predominante da fachada dos prédios.[2] No Amarelinho encontra-se a escola de samba Corações Unidos do Amarelinho.

O tráfico de drogas no Amarelinho é dominado pela facção criminosa Terceiro Comando Puro.

Referências


  Este artigo sobre uma favela é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.