Abrir menu principal
Complexo Eólico Delta 3
Vista 11 dos Lençois Maranhenses.jpg
Lençóis Maranhenses
Localização
Localização Brasil Editar isso no Wikidata
Empresa operadora Omega Energia
Data de inauguração 2017
Capacidade de geração 221 MW
Unidades geradoras 96 aerogeradores
Website
http://www.omegaenergia.com.br/projetos/complexo-delta-3/

O Complexo Eólico Delta 3 é um conjunto de parques eólicos de produção de energia localizado no Maranhão, na região dos Lençóis Maranhenses, em Barreirinhas e Paulino Neves, e que constitui o maior complexo dessa modalidade energética no estado. O complexo possui uma capacidade conjunta de produção de 221 megawatts.[1]

A primeira a entrar em operação comercial foi a Delta 3 VI, inaugurado em 13 de julho de 2017, e a última foi a de Delta 3 VIII, em 07 de novembro de 2017. [2]

Capacidade energéticaEditar

O complexo tem capacidade de gera até 221 MW, divididos nos seguintes parques: Delta 3 I, Delta 3 II, Delta 3 III, Delta 3 IV, Delta 3 V, Delta 3 VI, Delta 3 VII e Delta 3 VIII. Cada um desses parques tem capacidade de 27, 6 MW.

O investimento na construção do complexo foi de R$ 1,5 bilhão, e gera aproximadamente 13 % da energia consumida no estado.[1]

 
Paulino Neves

Delta 3 possui 96 aerogeradores, 48 localizados em Barreirinhas e 48 em Paulino Neves. [1]

PropriedadeEditar

O complexo pertence ao grupo Omega Energia, que também opera os Complexos de Delta 1 e 2 (localizados em Parnaíba, Piauí), além de estados como Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Rio de Janeiro.[2]

Novos projetosEditar

Entre dezembro de 2018 e janeiro de 2019, entraram em operação as usinas Delta 5 I (27 MW), Delta 5 II (27 MW), Delta 6 I (24,3 MW) e Delta 6 II (29,7 MW), localizadas em Paulino Neves, totalizando 108 MW de capacidade.[3][2]

Também estão previstas novas usinas eólicas para o Maranhão, em Paulino Neves, no complexo de Delta 7, que acrescentaria mais 98 MW de capacidade, e Delta 8. [4][5]

Referências

  1. a b c «Aerogeradores são instalados nos Lençóis Maranhenses | O Imparcial». O Imparcial. 6 de março de 2017 
  2. a b c Energia, Omega. «Quem somos». Omega Energia. Consultado em 19 de março de 2018 
  3. «BIG - Banco de Informações de Geração». www2.aneel.gov.br. Consultado em 6 de março de 2019 
  4. «BIG - Banco de Informações de Geração». www2.aneel.gov.br. Consultado em 6 de março de 2019 
  5. Redação. «Omega Geração adquire Complexo Eólico Assuruá por R$ 1,9 bilhão». www.investimentosenoticias.com.br. Consultado em 6 de março de 2019