Abrir menu principal

Conde de Armamar é um título nobiliárquico criado pelo rei Filipe III de Portugal em Madrid, por Carta de Julho de 1640 a favor de Rui de Matos de Noronha, o "primeiro e único conde de Armamar". O titulo foi extinto após a execução de Rui Matos de Noronha em 1641.[1][2]

Referências

  1. Nemésio, Maria Inês (2014). «Casamento, amizades e lógicas clientelares no contexto da Guerra da Restauração: as cartas de D. Joana de Vasconcellos e Menezes a D. Diogo de Lima» (PDF). VS (21). p. 76 e n. 4. Filipe III (IV) quando ainda era Rei de Portugal, em Julho de 1640, concedeu-lhe o título de conde de Armamar. O título foi extingo após a execuçao. 
  2. Direcção de Afonso Eduardo Martins Zúquete (1989). Nobreza de Portugal e do Brasil. II. Lisboa: Editorial Enciclopédia, L.da. p. 317 

FontesEditar

  • Redacção Quidnovi, com coordenação de José Hermano Saraiva, História de Portugal, Dicionário de Personalidades, Volume XI, Ed. QN-Edição e Conteúdos,S.A., 2004