Contexto extensional

Em filosofia, o conceito de contexto extensional existe em contraposição com o conceito de contexto intensional. No conceito de contexto extensional, o adjectivo “extensional” é um termo que se refere à extensão de uma expressão.[1]

Em geral, o contexto extensional aplica-se a uma expressão quando se substitui uma extensão por outra. Por exemplo, na expressão: “aquela oliveira é uma árvore”, o contexto da expressão é: “é uma árvore”. E “aquela oliveira” é a extensão. Se substituir “aquela oliveira” por “aquele pessegueiro”, a frase mantém o mesmo valor de verdade. Assim, diz-se que “oliveira” ou “pessegueiro” ocorrem extensionalmente. Em contexto extensional, o valor de verdade de uma frase permanece inalterado, mesmo que a extensão do contexto seja permutada por um termo coextensional. Para o contexto “árvore” o valor de verdade não se altera com a mudança de extensão.[2]

Ver tambémEditar

Referências

  1. Mautner, T. The Penguin Dictionary of Philosophy. Penguin Books Ltd, 1997. Ed. Portuguesa – Edições 70, 2010.
  2. Enciclopédia de Termos Lógico-Filosóficos, direcção de João Branquinho, Desidério Murcho e Nelson Gonçalves Gomes São Paulo: Martins Fontes, 2006, 803 pp.

Ligações externasEditar

Intensão/extensão – Crítica na Rede
Conceitos: extensão e intensão – Paulo Ruas
Teorias da referência