Convenção sobre configuração

Convenção sobre configuração ou programação por convenção (do inglês Convention over configuration - CoC) é um modelo de desenvolvimento de software que busca diminuir o número de decisões que os desenvolvedores precisam tomar. Visa ganhar simplicidade sem perder flexibilidade.

O bordão "convenção sobre configuração" essencialmente significa que o desenvolvedor precisa de definir apenas aspectos não convencionais da aplicação. Por exemplo, podemos adotar uma convenção de nomes, nas quais o nome da tabela no banco de dados será sempre o plural da classe persistente. Se existe uma classe "Venda" no modelo, a tabela correspondente no banco de dados será chamada, por padrão, "vendas". Somente no caso de alguém se desviar deste modelo tornar-se-ia necessário escrever código específico relacionando a classe a tabela, como se se resolvesse chamar a tabela "produtos_vendidos".[1]

Quando a convenção implementada pela ferramenta que se utiliza corresponde ao comportamento desejado, o desenvolvedor gasta menos esforço (ou não há sequer esforço) na redação de arquivos de configuração. Somente se o comportamento desejado for distinto da convenção implementada é que se torna necessário elaborar configurações.

Esta visão permite ao programador trabalhar num nível maior de abstração sem a necessidade da criação de uma camada de abstração.

Ligações externasEditar

ReferencesEditar

  1. MASSOL, Vincent, ZYL, Jason van. Better Builds with Maven. How to Guide for Maven 2.0. Mergere Library Press, 2006.
  Este artigo sobre software é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.