Abrir menu principal

Cordão de Ouro

filme de 1977 dirigido por Antonio Carlos da Fontoura
Disambig grey.svg Nota: Para o conceito esotérico, veja Cordão de ouro.
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde março de 2014).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.

Cordão de Ouro é um filme brasileiro de 1977[1] de aventura, dirigido por Antonio Carlos da Fontoura. O filme Cordão de Ouro representa um marco na história da capoeira no cinema, como o primeiro filme com um herói representado por um capoeirista. Realizado em plena ditadura militar, o longa surpreende ao contar a história de um escravo que se rebela contra o sistema.

Índice

EnredoEditar

Em Eldorado, onde as técnicas mais avançadas da engenharia contemporânea estão à serviço das formas mais primitivas de exploração do trabalho humano, Jorge (Mestre Nestor Capoeira), escravo de uma mina de selênio da Companhia Progresso de Eldorado, do poderoso empresário Pedro Cem (Jofre Soares), consegue escapar do jugo valendo-se de sua perícia no jogo de capoeira.
Perseguido pelo helicóptero dos Capitães do Mato da Companhia, Jorge é salvo de seus perseguidores pelo Caboclo Cachoeira (Antonio Carnera), emissário do reino mágico de Aruanda, para onde o leva à chamado do orixá Ogum (Mestre Camisa), que conhece sua fama e quer jogar capoeira com ele.
Recompensando sua coragem e habilidade demonstradas no jogo, Ogum presenteia Jorge com um cordão de ouro que o protegerá enquanto ele tiver coragem de olhar dentro dos olhos dos seus inimigos. De volta à Eldorado, com a missão de libertar seu povo, Jorge une-se aos guerreiros de Ulu Auacá, a Cidade Verde, iniciando seu líder (Antonio Pitanga) e seus soldados verdes na magia da capoeira. Porém Jorge termina sendo capturado pelos Capitães do Mato e, num leilão de escravos, é arrematado por Dandara (Zezé Mota), que leva-o para a propriedade onde vive com seu amante e senhor, Pedro Cem.
Depois de conquistar o coração de Dandara, Jorge lidera os escravos da fazenda numa rebelião que derruba Pedro Cem e, com a missão cumprida, retorna ao mundo feliz de Aruanda, a Morada do Bem, para voltar a jogar capoeira com Seu Ogum, ao som do berimbau do lendário Mestre Leopoldina.

Ficha TécnicaEditar

Título Original: Cordão De Ouro
Gênero: Aventura
Tempo de Duração: 77 min.
Ano de Lançamento (Brasil): 1977
Distribuição: Embrafilme
Direção: Antonio Carlos da Fontoura
Assistente de direção: Jorge Duran
Roteiro: Antonio Carlos da Fontoura
Produção executiva: Luiz Fernando Goulart
Direção de produção: Luiz Carlos Lacerda, Walter Webb, Ricardo Moreira e Max Chaves
Produção: Canto Claro, Lanterna Mágica, Alter Filmes e Embrafilme
Música: Robertinho Silva e Antonio Carlos da Fontoura
Temas de Capoeira: Mestre Leopoldina
Fotografia: Edison Santos
Fotografia de cena: José Roberto Lobato
Desenho de produção: Carlos Wilson
Direção de arte e figurinos: Orlando Mollica
Letreiros e cartaz: Milton Machado
Edição: Nello Melli
Maquiagem: Beto Leão

ElencoEditar

Mestre Nestor Capoeira
Zezé Mota
Jofre Soares
Mestre Camisa
Antônio Carnera
Maria da Graça
Glória Pinto
Kim Negro
José Ribeiro
Fábio Camargo
Carlos Wilson
Conjunto Os Ogans
Mestre Leopoldina

Referências

  1. «Cordã de Ouro». Cinemateca Brasileira. Consultado em 9 de julho de 2013