Couraceiro

Couraceiros (do francês cuirassier[1]) eram soldados de cavalaria equipados com armadura e, posteriormente, com armas de fogo, aparecendo originalmente na Europa no século XV. A primeira referência ao termo cuirassiers remonta a 1484 e dizia respeito a uma unidade austríaca formada por uma centena de homens servindo no exército de Maximiliano I.

Oficial couraceiro do século XIX (Édouard Detaille, 1885).
Couraceiros atirando com suas pistolas (Gottfried Heinrich Graf zu Pappenheim)

O termo é derivado da couraça, a peça de armadura que protegia o peito.

Os primeiros couraceiros foram sucessores dos cavaleiros medievais, dos quais não se distinguiam muito, já que também usavam armadura completa. Diferenciavam-se apenas pelo uso de pistolas e de botas de montar.[2]

Alcançaram maior notoriedade durante as guerras napoleônicas e estiveram pela última vez em campo durante os primeiros estágios da Primeira Guerra Mundial. Atualmente, constituem tropas cerimoniais de vários países.

Evolução da Armadura dos CouraceirosEditar

O desenvolvimento de armas de fogo, que reduziu a eficácia da pesada armadura, levou a uma redução considerável do tamanho e complexidade da última. Esta forma de proteção foi reduzida na segunda metade do século XVII ao peitoral e ao capacete, que eventualmente se tornaram largamente decorativos contra projéteis, mas ainda mantinham sua eficácia contra espadas, lanças e baionetas.


Referências

  1. «Cuirassier». Thefreedictionary.com 
  2. Cuirassiers The French cuirassiers were the descendants of the medieval knights, who could turn a battle with their sheer weight and brute force.

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Couraceiro