Abrir menu principal

Crónica da Terceira

Cabeçalho da primeira página do primeiro exemplar da "Chronica da Terceira", com a data de 14 de abril de 1830.

O Chronica da Terceira foi um periódico publicado na cidade de Angra, na Ilha Terceira, nos Açores[1]. No contexto geral da Guerra Civil Portuguesa (1828-1834), de linha constitucionalista, foi o órgão oficial da Regência da Terceira.

HistóriaEditar

Fundado no contexto específico da presença do governo da Regência de Maria II de Portugal na Terceira, é considerado como o primeiro periódico açoriano. A primeira edição, com a data de 14 de Abril de 1830 veio a lume em 17 de Abril[2].

Inicialmente, foi dirigido por Simão José da Luz Soriano e mais tarde por Elias José de Morais, José Estêvão Coelho de Magalhães e João Eduardo de Abreu Tavares[3]. Divulgava os principais "actos da Regência e primeiras autoridades que em nome da Rainha nos governam". Circulou até março de 1831, tendo vindo à luz 44 números[4].

Era impresso em um prelo de madeira e bronze e outro material tipográfico (tipos de chumbo) trazido de Londres, na mesma escuna em que embarcaram os primeiros exilados de Plymouth a chegarem à ilha.

As suas primeiras instalações foram nos baixos da casa sequestrada ao fidalgo miguelista e tenente-coronel das milícias de Angra, José Teodósio de Bettencourt Lemos, na rua da Sé.

Posteriormente, com o nome de "Imprensa da Prefeitura" ou "Imprensa do Governo", entre 1832 e 1835 foi transferido para as dependências do antigo Hospital da Boa Nova, sendo o seu compositor o emigrado João de Sousa Ribeiro.

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Chronica da Terceira (1830/1831)». Cultura Açores. Consultado em 11 de fevereiro de 2015. Cópia arquivada em 11 de fevereiro de 2015 
  2. «A Crónica da Terceira – o 1º jornal dos Açores». academia.edu. Consultado em 11 de fevereiro de 2015 
  3. Susana de Fátima Póvoa Alves Fontes (2013). «Gazeta de Lisboa: Estudo Informático-Linguístico» (PDF). Colecção Linguística 9. Consultado em 2 de fevereiro de 2015. Cópia arquivada (PDF) em 2012 
  4. Gina Guedes Rafael e Manuela Santos (1998). Jornais e revistas portugueses do século XIX. [S.l.]: Biblioteca Nacional Portugal. p. 227. ISBN 9725652290. Consultado em 11 de fevereiro de 2015 
  Este artigo sobre meios de comunicação é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.