Cultura de Quieve

A Cultura de Quieve é uma cultura arqueológica datada dos séculos III e V, batizada em homenagem a Quieve, capital da Ucrânia. É amplamente considerada como a primeira cultura arqueológica eslávica identificável. Foi contemporânea da Cultura de Cherniacove. Os assentamentos foram encontrados sobretudo junto às margens de rio, frequentemente em colinas altas ou bem na beira de rios.[1]

Cultura de Quieve em amarelo

Suas habitações eram sobretudo do tipo semi-subterrâneo (comum entre as primeiras culturas célticas e germânicas e depois entre as eslavas), frequentemente quadradas (aproximados 4 por 4 metros).[2] Suas descendentes — Praga-Corchaque, Pencovca e Colochim — surgiram no século V.[3] No entanto, há desacordo na comunidade científica sobre a identidade de suas predecessoras, com alguns historiadores e arqueológicos propondo ligação direta com a Cultura de Milogrado,[4] outros com a Cultura de Chernoles (fazendeiros citas de Heródoto) através da Cultura de Zarubinets, e outros através das Culturas de Przeworsk e Zarubinets.[3]

Referências

  1. Kolstø 2018.
  2. Gimbutas 1971, p. 147.
  3. a b Curta 2001, p. 11.
  4. Zinkevičius 2005, p. 72.

BibliografiaEditar

  • Curta, Florin (2001). The Making of the Slavs: History and Archaeology of the Lower Danube Region c. 500-700. Cambrígia: Imprensa da Universidade de Cambrígia. ISBN 0-521-80202-4 
  • Gimbutas, Marija (1971). The Slavs. Londres: Thames and Hudson 
  • Zinkevičius, Zigmas; Luchtanas, Aleksiejus; Česnys, Gintautas (2005). Where we come from: the origin of the Lithuanian people. Vilnius: Science & Encyclopedia Publishing Institute