Abrir menu principal

Déficit habitacional

Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde fevereiro de 2015). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Défice habitacional[1] (do latim deficit, "falta")[2] é uma expressão que se refere à quantidade de cidadãos sem moradia adequada em uma determinada região.

Definição de "moradia adequada"Editar

Os critérios para se definir o que seria "moradia adequada" variam. O economista Robson Gonçalves, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, utiliza três critérios para definir moradia inadequada:

  • a rusticidade das estruturas físicas das habitações (uso de materiais não duráveis e/ou improvisados);
  • a moradia não ser originariamente construída para habitação, adquirindo essa função apenas de forma esporádica ou improvisada;
  • a coabitação (a existência de mais de uma família por residência).

Referências

  1. Academia Brasileira de Letras. Disponível em http://www.academia.org.br/abl/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?sid=23. Acesso em 28 de março de 2015.
  2. FERREIRA, A. B. H. Novo dicionário da língua portuguesa. 2ª edição. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1986. p. 528.

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre demografia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.