Dawlat Berdi

Dawlat Berdi, conhecido também como Devlet Berdi, foi um da Horda Dourada que reinou entre 1419 e 1421 e novamente entre 1428 e 1432. Era filho de Jabbar Berdi e um descendente de do cã Berke.

Dawlat Berdi
da Horda Dourada
Moeda de prata encontrada em Kaffa com o nome de Dawlat Berdi
Reinado 14191421
14281432
Dinastia Borjigin
Título(s) Xainxá
Morte 1432
Filho(s) Äxmät
Esposa de João IV de Trebizonda
Pai Jabbar Berdi

Seu primeiro reinado foi breve e terminou quando ele e seu rival Ulugue Maomé foram derrotados por Baraque[1]. Depois que o próprio Baraq foi assassinado, em 1427, Dawlat se estabeleceu na Crimeia. Ulugue tentou invadir em 1430, mas não conseguiu derrotar Berdi e recuou depois que o grão-duque da Lituânia Vytautas, seu principal aliado, morreu.

Graças a Hacı I Giray, Dawlat nunca conseguiu consolidar definitivamente seu controle sobre a Crimeia[2] e ele também foi assassinado em 1432. Seu filho, Äxmät, se mostrou incapaz de resistir às forças combinadas de Ulugue e dos tártaros da Crimeia e acabou derrotado no ano seguinte, o que resultou na criação do Canato da Crimeia sob a liderança de Hacı[3].

Uma filha de nome desconhecido pode ter sido a esposa de João IV de Trebizonda[4].

Ver tambémEditar

Dawlat Berdi
Títulos reais
Precedido por:
Hajji Muhammad Khan ibn Oghlan Ali
Cãs da Horda Dourada
1419–1421
com Ulugh Muhammad (1419–1421)
Sucedido por:
Baraq
Precedido por:
Baraq
Cãs da Horda Dourada
1427–1432
com Ulugh Muhammad (1427–1432)
Sucedido por:
Sayid Ahmad I

Referências

  1. , Bosworth, Clifford Edmund, The New Islamic Dynasties: A Chronological and Genealogical Manual, p. 253. Edinburgh University Press, 2004.
  2. Hostler, Charles Warren: The Turks of Central Asia, p. 30. Praeger Publishers, 1993.
  3. Hostler, Charles Warren: The Turks of Central Asia, p. 33. Praeger Publishers, 1993.
  4. Profile of Alexios IV and his children in "Medieval Lands" by Charles Cawley

BibliografiaEditar

  • Paine, Sheila: The Golden Horde: From the Himalaya to the Mediterranean, Penguin Books, 1998.