Abrir menu principal

Decapitação de João Batista (Caravaggio)

pintura de Caravaggio
(Redirecionado de Decapitação de São João Batista (Caravaggio))
Decapitação de João Batista
Decollazione di san Giovanni Battista
Autor Caravaggio
Data 1608
Técnica Óleo sobre tela
Dimensões 361  × 520 
Localização Co-Catedral de S. João, Valeta,  Malta

A Decapitação de João Batista ou Decapitação de São João Batista é uma pintura a óleo do pintor italiano Caravaggio, realizada em 1608. A pintura, criada quando Caravaggio estava sob a proteção dos Cavaleiros de Malta, é considerada a obra-prima do pintor e "uma das obras mais importantes da pintura ocidental".[1]

ComposiçãoEditar

A obra retrata a execução de João Batista, onde próximo a ele se encontra Salomé com a bandeja de ouro que se prepara para receber a sua cabeça. Outra mulher, que foi identificada como sendo Herodias ou apenas um assistente que ali entende o erro da execução,[2][3] encontra-se em estado de choque, enquanto um carcereiro comente o ato e o carrasco inflige com a sua adaga o pescoço da vítima terminando por decapitá-la. A cena, bastante popular dos artístas italianos assim como do próprio Caravaggio, não foi inspirada directamente da Bíblia, mas antes de um conto relacionado com a Lenda Dourada.[4]

Trata-se da única obra de Caravaggio por ele assinada, cuja subscrição foi colocada no sangue derramado da garganta de Batista.[5] Existe um considerável espaço vazio na imagem, e pelas grandes dimensões da tela, as figuras configurma um tamanho próximo ao natural.[6]

De acordo com John Varriano em Caravaggio: the Art of Realism (2006), Caravaggio desenhou o fundo da sua obra com base na representação de uma prisão alicercada no código penal dos Cavaleiros de Malta.[7]

Veja tambémEditar

Referências

  1. Pomella, Andrea (2005). Caravaggio: an artist through images. [S.l.]: ATS Italia Editrice. p. 106. ISBN 978-88-88536-62-0. Consultado em 28 de junho de 2010 
  2. Harris, Ann Sutherland (2005). Seventeenth-century art & architecture. [S.l.]: Laurence King Publishing. p. 48. ISBN 978-1-85669-415-5. Consultado em 28 de junho de 2010 
  3. Gaul, Simon (1 de outubro de 2007). Malta Gozo & Comino, 4th. [S.l.]: New Holland Publishers. p. 109. ISBN 978-1-86011-365-9. Consultado em 28 de junho de 2010 
  4. Hibbard, Howard (5 de março de 1985). Caravaggio. [S.l.]: Westview Press. p. 228. ISBN 978-0-06-430128-2. Consultado em 28 de junho de 2010 
  5. Rowland, Ingrid Drake (2005). From heaven to Arcadia: the sacred and the profane in the Renaissance. [S.l.]: New York Review of Books. p. 163. ISBN 978-1-59017-123-3. Consultado em 28 de junho de 2010 
  6. Hibbard (1985), 232.
  7. Varriano, John L. (2006). Caravaggio: the art of realism. [S.l.]: Penn State Press. p. 116. ISBN 978-0-271-02717-3. Consultado em 28 de junho de 2010