Dee Hock

Dee Ward Hock (North Ogden, 21 de março de 1929)[1] é o fundador e ex-CEO da Visa. Em 1968, Hock trabalhou em um banco local no estado de Washington, que foi franqueado pelo Bank of America para emitir sua marca de cartão de crédito, a "BankAmericard". Após uma série de acidentes improváveis, Hock ajudou a inventar e se tornou executivo-chefe do sistema de crédito que posteriormente se tornou a Visa. Logo no início, ele convenceu o Bank of America a desistir da propriedade e do controle do programa de licenciamento de cartões de crédito "BankAmericard", formando uma nova empresa, o BankAmerica National, que era de propriedade de seus bancos membros. O nome foi mudado para Visa em 1976.[2][3]

Placa de sinalização do BankAmericard.

Em maio de 1984, Hock renunciou ao seu papel de gestão com a Visa,[2] antes de se retirar e passar quase dez anos em relativo isolamento trabalhando em uma propriedade de 200 acres (0,81 km²) na costa do Pacífico, à oeste do Vale do Silício. Hock foi introduzido no Junior Achievement's U.S. Business Hall of Fame em 1991, e no hall da fama da revista Money em 1992.

Em 1991, no discurso de aceitação do Business Hall of Fame, Hock explicou:[3]

Desde o início, Hock construiu a Visa como uma organização deliberadamente descentralizada.[2] Em 13 de março de 1993, Hock fez um discurso durante um jantar no "Instituto de Santa Fé" (SFI, na sigla em inglês), onde, baseado em suas experiências como fundador e operador da Visa, descreveu sistemas que são caóticos e ordenados ao mesmo tempo, tendo utilizado pela primeira vez o termo "caórdico" (chaord ou chaordic, em inglês), uma siglonimização que combina as palavras "caos" e "ordem".

Em fevereiro de 1994, Hock aceitou uma bolsa da "Fundação Joyce" (Joyce Foundation, em inglês) para suas despesas de viagem para estudar as possibilidades de implementação de organizações caórdicas por um ano e relatar os resultados.[3]

Ainda em 1994, Hock formou a "Aliança para a Liberdade da Comunidade" (Alliance for Community Liberty, em inglês), uma organização sem fins lucrativos criada para desenvolver, divulgar e implementar esses novos conceitos de organização. A Aliança foi renomeada para "A Aliança Caórdica" ("The Chaordic Alliance", em inglês) em 1996.[2]

Na primavera de 2001, a "Chaordic Commons" - uma organização sem fins lucrativos 501(c)(3) - foi formada para substituir a "Aliança Caórdica".[4]

Chaordic CommonsEditar

A "Chaordic Commons" forneceu uma maneira de transformar o trabalho em uma comunidade mais ampla de esforço e para tirar Hock do centro das atenções, de volta para sua aposentadoria. O seu objetivo era desenvolver, divulgar e implementar novos conceitos de organização que possam resultar na partilha mais equitativa do poder e da riqueza, a melhoria da saúde e maior compatibilidade com o espírito humano e a biosfera. A organização encerrou suas operações em 2005.

Impacto no desenvolvimento organizacionalEditar

Além de sua carreira no setor financeiro, Hock tem sido ativo no desenvolvimento de novos modelos de organização social e de negócios. Ele tem demonstrado particular interesse em formas de organização que não são nem rigidamente controladas, nem anárquicas, uma forma híbrida que ele chama de "caórdica".

Hock foi o autor de um livro sobre o assunto, Nascimento da Era Caórdica (Birth of the Chaordic Age, no título em inglês), publicado em 1999, com uma edição chamada One from Many: VISA and the Rise of Chaordic Organization, de 2005, que inclui dois novos capítulos.

Referências

  1. [http://www.deewhock.com/#biography Birth of The Chaordic Age: As I See It]. deewhock.com. [cited 23/10/2016].
  2. a b c d Cleveland, Harlan (July 2000). A Philosophical Wallop. The Futurist 34 (4). Questia. [cited 19/05/2016].
  3. a b c Waldrop, M. Mitchell. The trillion-dollar vision of Dee Hock. Fast Company. 31/10/1996 [cited 19/05/2016].
  4. A Brief History of The Chaordic Alliance from 1993 to 2001 and Chaordic Commons from 2001. Chaordic Commons. [cited 19/05/2016].

BibliografiaEditar

  • Nocera, Joe (2013). A Piece of the Action: When the Middle Class Joined the Money Class. New York: Simon & Schuster Paperbacks. ISBN 978-1-47673-479-8 

Ligações externasEditar