Detentos do Rap

Detentos do Rap foi um grupo de rap formado em 1994, por quatro integrantes condenados e presos na Casa de Detenção de São Paulo, na cidade de São Paulo, mais conhecida como Carandiru. O primeiro álbum do grupo, intitulado "Apologia ao Crime", vendeu 30 mil cópias. Foi gravado dentro da Casa de Detenção, num estúdio móvel. A coletiva de imprensa também aconteceu dentro do presídio. Mano Reco chega pra somar no segundo álbum, intitulado "O Pesadelo Continua", que vendeu 20 mil cópias. O vocalista do grupo Denílson Vertelo, conhecido como Mano Reco, após lançar junto com o Detentos do Rap os álbuns "Quebrando as Algemas do Preconceito", "Ao Vivo", e "Amor... Só de Mãe o Resto é Puro Ódio", converteu-se a uma igreja evangélica e deixou o grupo para seguir carreira solo com músicas no estilo gospel, posteriormente, Mano Reco retorna ao grupo e no final de 2010 lançam o seu sétimo álbum.[1][2]

Detentos do Rap
Informação geral
Origem São Paulo, SP
País Brasil
Gênero(s) Rap, Gangsta Rap, Horrorcore, Political hip hop
Período em atividade 1994 - presente
Integrantes Maurício D.T.S.
Daniel Sancy
DJ Culina
Ex-integrantes Mano Reco
Mano Rony

Smith-E (2001-2003)

Página oficial http://detentosdorap.com.br/

DiscografiaEditar

Ano Título
1998 Apologia ao Crime
1999 O Pesadelo Continua
2001 Quebrando as Algemas do Preconceito
2003 Ao Vivo
2004 Amor... Só de Mãe o Resto é Puro Ódio
2006 Deus do Morro
2010 O Juiz + Justo é o Tempo
2012 Eternamente

Referências

  1. «Discografia do grupo». Rap na Veia. Consultado em 1 de Janeiro de 2011 
  2. «Entrevista com cantor Mano Reco». Razao gospel. Consultado em 16 de Janeiro de 2010 [ligação inativa]
 
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Detentos do Rap