Abrir menu principal

A Dinastia Sui (chinês: 隋朝; pinyin: Suí cháo)[1][2] precede a dinastia Tang na China. Com ela, terminaram quase quatro séculos de divisão entre regimes adversários.

A dinastia Sui logrou reunificar o país em 581, após quase quatro séculos de fragmentação política na qual o norte e o sul se desenvolveram independentemente. Do mesmo modo que os soberanos Qin haviam unificado a China após o Período dos Reinos Combatentes, os Suis uniram o país e criaram diversas instituições que terminaram por ser adotadas por seus sucessores, os Tangs. Da mesma forma que os Qins, porém, os Suis sobrecarregaram seus recursos e caíram.

Em 612, 613 e 614, lançaram ataques contra a Coreia que correram pessimamente , com a unificação o império pôde recolher mais impostos.Além disso havia um sistema de compra de grãos pelo governo na época da fartura.

Índice

Ver tambémEditar

Referências

  1. SCARPARI, M. Grandes civilizações do passado: China antiga. Barcelona. Ediciones Folio. 2006. p. 21.
  2. SCHAFER, E. H. China antiga. Rio de Janeiro. Livraria José Olympio Editora. 1979. p. 185.

BibliografiaEditar

  •  
    Mapa da Dinastia Sui 609 EC
    Roberts, John A. G., History of China (título original), Palgrave MacMillan, 1999 (primeira edição), 2006 (segunda edição), ISBN 978-989-8285-39-3, págs - 77-80

Ligações externasEditar

  •   Conteúdo relacionado com Sui Dynasty no Wikimedia Commons
  Este artigo sobre História da China é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.