Abrir menu principal

Índice

UntitledEditar

A afirmação de que a cidade de Canoas possui "alta taxa de criminalidade" devido a seu acelerado crescimento, não passa de informação distorcida. Não há base científica para a afirmação do cometedor do texto, nem está amparada em dados estatísticos.

Cuidado!Editar

As informações estão, em sua maioria, erradas ou distorcidas.

Como assim?

Conceito vulgar de crimeEditar

Tenho uma certa dificuldade em entender um conceito vulgar de crime, pois, nesse caso, a palavra é técnico-jurídica. Muitas e muitas palavras tem um conceito jurídico e outro comum, como processo, ação, mas crime me parece que não. O conceito de crime só existe dentro do direito. --AZZ 03h40min de 30 de Outubro de 2007 (UTC)


  • Literalmente (e redundantemente): Crime é CRIME. Conforme você disse, só na esfera do Direito é que se pode definir tal conceito!

201.4.122.32 (discussão) 07h02min de 4 de Junho de 2008 (UTC)

Olá. Tenho um banco de dados do Ministério da Justiça/SENASP, que tem rankings dos diversos tipos de crimes no Brasil e a incidência dos crimes nos estados brasileiros. Gostaria de saber se posso incluir um mapa de "Ocorrências de Crimes no Brasil." Com relação a Canoas-RS, é alto o índice de assaltos, mas o de homicídios é razoavelmente baixo. Dizer que a criminalidade é alta é relativo.

Creio que a expressão "crime" seja capaz de subsistir independentemente do direito. Não obstante o fato de que só é considerado - juridicamente - "crime" a conduta típica, a palavra tem significado social desapegado à norma jurídica. Exemplo clássico é a definição do verbete "crime" em qualquer dicionário - no site www.dicio.com.br, p. ex.: "Qualquer violação grave da lei moral, civil ou religiosa; ato ilícito; contravenção: cometer um crime de assassínio. Ato condenável, de conseqüências desagradáveis: seria um crime deixá-lo sozinho". (em www.dicio.com.br/crime,disponível em 25/12/2009) Não que sua colocação de que "ação" e "processo" têm um significado vulgar e um técnico jurídico esteja errada. Mas "crime" também é definível de modo vulgar. "Usucapião", "herdeiro necessário" e "inconstitucionalidade", por outro lado, são expressões cuja definição é eminentemente jurídica. Helio M. F. (discussão) 18h55min de 25 de dezembro de 2009 (UTC)

Crime QualificadoEditar

Boa tarde!

Porque o link "Crime qualificado" remete a "Crime", se são coisas diferentes?

Obrigado!

PrivacidadeEditar

Esclarecendo uma situação cotidiana que é cada vez mais decorrente, porém é considerado crime no Brasil; É configurado crime contra a intimidade; filmar ou fotografar sem autorização da pessoa, sendo que se for comprovado que essa a pessoa lesada se encontra na própria residência, é cabível até a prisão, para quem devassar a privacidade alheia! Agora, as novas tecnologias cada vez mais burlam realidade, sendo que os atuais softwares de computador configuram essa imagem(fotos e vídeos) de forma tão perfeita que a realidade praticamente não existe mais. Sem contar as emissoras, e 'condomínios vaidosos', que se sentem dono das ruas e fazem essa situação parecer normal. Editor 9784121 (discussão) 16h23min de 15 de abril de 2019 (UTC)

Como foi citado nessa discussão, com sentido, a atual realidade virtual praticamente já não existe mais. O Futurismo, ficção cientifica, softwares, são questões que valem a pena serem enfatizadas, num presente onde as tecnologias criam novas realidades visuais e sonoras. Editor 352 (discussão) 00h27min de 19 de abril de 2019 (UTC)
Regressar à página "Crime".