Abrir menu principal

Discussão:Profissional da área da saúde

Editar

Considerando que é ciência básica da medicina, fica complicado a inclusão da profissão biólogo, face a suas múltiplas possibilidades de inserção, por exemplo como profissional de:

fora os diversos sub ramos da biologia humana que se confunde com as próprias especialidades médicas tipo imunologia, bioquímica muitas já incorporadas na profissão do biomédico e patologista ou que compõem a formação básica do curso de medicina biofísica, anatomia, embriologia.

Melhor incorporar as especialidades que tenha a ocupação reconhecida na CBO - Classificação Brasileira de Ocupações lidando do mesmo modo que se fez com Ciências sociais, Economia, administração, direito, etc. também com especializações e aplicações em saúde.

--CostaPPPR (discussão) 09h27min de 2 de dezembro de 2011 (UTC)

Excesso de ligações em ver tambémEditar

Retirei hoje uma série de ligações internas na secção "ver também", deixando apenas as que eram essenciais para a plena compreensão dos temas aqui abordados. No entanto, foi revertida. Justificando: a secção tem um nítido exagero de temas que não são em nada essenciais para compreender o artigo. As ligações na secção "ver também" devem ser usadas apenas para o que está abordado directamente no texto artigo, mas que não tenha ligação interna. Ver WP:LELI e Wikipédia:LE#Seção_Ver_também. Se o assunto não é abordado, não deve constar no "ver também". Polyethylen (discussão) 02h42min de 13 de fevereiro de 2013 (UTC)


As "ligações externas" (ao verbete) devem contextualizar o tema assim por exemplo:

Xamã e Curandeiro relacionam-se com a própria história da profissão além de fazer parte dos termos jurídicos de definição legal da prática médica (Curandeirismo (crime)) Assistimos no século XX a inclusão de uma prática de medicina tradicional e no século XIX a exclusão de outro (o barbeiro ou profissional que fazia sangrias). O termo xamã de certo modo está incluido na expressão curandeiro embora seja um termo genérico da antropologia médica para designar os especialistas em saúde das diversas culturas, em diversos idiomas.

Os termos: Hospital, Posto de saúde, Sistema de saúde, Saneamento, Saúde pública estão associados a uma arena, decerto conflituosa, mas essencial para compreender a definição de saúde e de suas especialidades, o termo sanitarista, por exemplo, isolado ou aplicado (médico sanitarista, engenheiro sanitarista só pode ser entendido quando associado a esses verbetes. O hospital sem dúvida gerou e vais continuar gerando profissões e práticas, o Intensivista e a UTI são um exemplo desse final do século XX.

A expressão Profissional de saúde mental por sua vez designa e tende a ampliar-se tanto como área de especialização com para criação de profissões específicas - o "agente em redução de dados", "terapeuta em dependência química", "oficineiro", empregadas domésticas cuidadoras de idosos, algumas dessas práticas já consolidadas em sindicatos escolas profissionalizantes tipo arte terapia, musicoterapia, creio que psicólogo foi a primeira (finais do século XIX)

Os demais (Ciências da saúde; Medicina complementar; História da medicina; Anexo:Lista de especialidades médicas) são facilitadores do entendimento das tendencias de especialização ou relativos a própria especialização.

Se for uma norma a redução poderia se excluir (xamã (incluído em curandeiro ?), posto de saúde, hospital (incluídos em sistema de saúde ?) idem "medicina complementar X medicina tradicional (?). A idéia é definir um ou os múltiplos eixos a partir dos quais as especialidades se formaram e novas vão se formar.

--CostaPPPR (discussão) 03h22min de 13 de fevereiro de 2013 (UTC)

Exclusão dos profissionais de saúde de nível médioEditar

Profissões de saúde de nível médio não existem somente no Brasil, o artigo ficou prejudicado com a exclusão, considerem a citação dessas distintas profissões como legítimos profissionais de saúde. Preconceito? O verbete não deve se limitar aos profissionais médicos e para-médicos de formação universitária.

Comentando a literatura disponível sobre Profissões de Saúde de Nível Médio Salgado, M. * publicou:

Surpreendi-me, porém, com o fato de encontrar pouquíssimos registros sobre a formação de técnicos de nível médio e elementar nessa área, apesar da existência de um infindável número de pessoas com esses graus de escolaridade trabalhando em postos do sistema de saúde. O material encontrado trata do médico, da enfermeira ou do odontólogo, observando-se uma surpreendente lacuna em relação ao pessoal de nível médio. Além da responsabilidade, da importância do trabalho e até do risco que o usuário do serviço corre em função de uma possível não-qualificação desse técnico, a mencionada escassez de estudos certamente deve dificultar a organização, a proteção e a defesa desse indivíduo enquanto trabalhador.

* Salgado, Maria Umbelina C. O NOVO PARADIGMA DA ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO Ε A FORMAÇÃO PROFISSIONAL NA ÁREA DA SAÚDE in: Amâncio Filho, Antenor; Moreira, M. Cecilia G. B. Saúde, trabalho e formação profissional. RJ FIOCRUZ, 1997 Scilo Livros Acesso, non. 2014

a necessidade de conhecer as profissões de nível técnico em saúde é um problema reconhecido pela OMS:

Un problema adicional es que la mayoría de los países no disponen de datos muy completos que den cuenta de la gran diversidad de integrantes de la fuerza laboral sanitaria dedicados a preservar, promover y restaurar la salud.

Dal Poz, M.R., Gupta, N., Quain, E., Soucat, A.L.B. Manual de seguimiento y evaluación de los recursos humanos para la salud Con aplicaciones especiales para los países de ingresos bajos y medianos. ... Organización Mundial de la Salud, 2009

--CostaPPPR (discussão) 01h25min de 2 de novembro de 2014 (UTC)

Citação deste verbete pela ABPROSEditar

Associação Brasileira dos Profissionais da Saúde

Profissional da área da saúde Acesso Nov. 2014 o que não deixa de ser um reconhecimento por sua qualidade na forma que atualmente possui.

--CostaPPPR (discussão) 12h31min de 2 de novembro de 2014 (UTC)

ProfissõesEditar

Os cargos de " Técnico em Regulação (Vigilância Sanitária; Saúde Suplementar) " não deve constar no artigo em - Profissionais - e os de " Agente Comunitário de Saúde ", " Agente de Vigilância em Saúde " e " Agente de Saúde Publica " não deve constar no artigo em - Profissões em vias de regulamentação - pois são apenas nomes de cargos públicos, não sendo a formação dos mesmos e sim outra formação das quais já estão listadas. Wiresevery (discussão) 23h44min de 20 de agosto de 2016 (UTC)

Regressar à página "Profissional da área da saúde".