Abrir menu principal

Divisão de Aeronáutica Militar

Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou seção está a ser traduzido (desde julho de 2014). Ajude e colabore com a tradução.

A Divisão de Aeronáutica Militar, (do inglês Division of Military Aeronautics - DMA), foi o nome da organização de aviação do exército para um período de apenas quatro dias durante a Primeira Guerra Mundial.

Ela foi criada pelo Departamento de Guerra com função de reorganização da Seção de Aviação do Signal Corps ainda como parte do Signal Corps. Ela foi removida da Seção de Aviação por um decreto em 20 de maio de 1918, e existiu como a única agência de aviação do exército até que uma ordem do Departamento de Guerra emitido em 24 de maio de 1918, a estabeleceu, assim como o Birô de Produção de Aeronaves, criada pela mesma reorganização em 24 de abril, como componentes de coordenação do "Serviço Aéreo". Como tal ela foi reconhecida pela Força Aérea como sua terceira antecessora.[1][2]

Como um componente subordinado do Serviço Aéreo, a DMA continuou até 19 de março de 1919, quando o Birô de Produção de Aeronaves foi consolidado junto com ela no Serviço Aéreo.[1][2]

Evolução da Força Aérea dos Estados UnidosEditar

Referências

  1. a b Mortenson, Daniel, The Air Service in the Great War. 1997
  2. a b Air Force Magazine. 2005

BibliografiaEditar

  • Mortenson, Daniel R., "The Air Service in the Great War," Winged Shield, Winged Sword: A History of the United States Air Force Vol. I (1997), ISBN 0-16-049009-X
  • "2005 Almanac," Air Force Magazine, May 2005, Vol. 88, No. 5, the Air Force Association, Arlington, Virginia


  Este artigo sobre aeronáutica é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.