Domingo Nieto

Domingo Nieto (Moquegua, 15 de agosto de 180317 de Fevereiro de 1844) foi um político e Presidente do Peru de 3 de Setembro de 1843 a 17 de Fevereiro de 1844.[1][2]

Domingo Nieto
Presidente do Peru
Período 3 de Setembro de 1843
a 17 de Fevereiro de 1844
Antecessor(a) Manuel Ignacio de Vivanco
Sucessor(a) Ramón Castilla
Dados pessoais
Nascimento 1803
Moquegua
Morte 17 de Fevereiro de 1844

VidaEditar

De uma família nobre hispano-peruana com o título de "Condes de Alastaya", que também eram de sangue nobre local descendentes diretos do Inca Huayna Capac pelo casamento de sua filha Catalina Sisa Occllo com o conquistador Pedro Ladron de Guevara, ascendente direto da família. Como um jovem aristocrático, ele rapidamente se desencantou com o domínio espanhol e assumiu a causa da independência peruana aos 18 anos. Sendo um dos poucos nobres da época que participou diretamente das guerras de independência, ele é um membro ímpar do panteão dos "antepassados ​​da nação" no Peru.

Durante sua carreira militar e política, ele foi chamado de "o soldado / quixote da lei" por ter a reputação de defender a constituição contra todas as adversidades e aliar-se ao estado de direito, que claramente o separava de seus pares. Ele é historicamente o mais notável estrategista militar e figura vitoriosa do Peru, suas realizações militares o tornaram General aos 29 anos e Grande Marechal do Peru aos 39 anos, algo que nunca mais se repetiu na história peruana. Ele também é creditado por ter participado e sido vitorioso no último "combate pessoal" registrado na Batalha de Tarqui, com o comandante venezuelano José María Camacaro, assumindo o desafio de decidir o destino de uma batalha em um único combate um-a-um.

Em seus últimos anos, liderou, com Ramón Castilla a seu lado, a derrubada do "Ditador Supremo" Manuel Ignacio de Vivanco, assumindo a presidência do Peru após ser eleito pela Junta de Governo provisório (congresso provisório) encarregado do re estabelecimento da ordem constitucional. Morreu logo após o mandato, em 17 de fevereiro de 1844. Castilla o sucedeu pela eleição da Junta.[3][4][5]

Referências

  1. «Presidentes y Gobernantes de la República del Perú - 1821 - 1850». Congresso do Peru. Consultado em 13 de julho de 2021 
  2. Historia General de Los Peruanos Desde Sus Orígenes Hasta El Presente (em espanhol). Lima: Sociedad Académica de Estudios. Americanos; Distribuidora Inca. 1968. p. 549 
  3. Tauro del Pino, Alberto: Enciclopedia Ilustrada del Perú. Tercera Edición. Tomo 11. MEN/OJE. Lima, PEISA, 2001. ISBN 9972-40-160-9
  4. Varios autores: Grandes Forjadores del Perú. Lima, Lexus Editores, 2000. ISBN 9972-625-50-8
  5. Basadre, Jorge: Historia de la República del Perú. 1822 - 1933, Octava Edición, corregida y aumentada. Tomos 1, 2 y 3. Editada por el Diario "La República" de Lima y la Universidad "Ricardo Palma". Impreso en Santiago de Chile, 1998.

Ver tambémEditar

Precedido por
Manuel Ignacio de Vivanco
Presidente do Peru
1843 - 1844
Sucedido por
Ramón Castilla
  Este artigo sobre um(a) político(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.