Ducado de Nápoles

O Ducado de Nápoles (em latim: Ducatus Neapolitanus; em italiano: Ducato di Napoli) foi um Estado medieval da península Itálica que de início era uma província bizantina constituída no século VII, nos reduzidos domínios costeiros que os lombardos não conquistaram durante a invasão da Itália no século VI.[1] Foi governado por um comandante militar (duque) e pelo século IX tornou-se de facto independente,[2] existindo até 1137, quando seu último duque, Sérgio VII (r. 1120/23–1137), foi derrotado e o território anexado pelo Reino da Sicília.[3]

Ducado de Nápoles
Parthia 001ad-pt.svg
661 — 1137 
Kingdom of Sicily naval flag.svg
Southern Italy 1112-pt.svg
Península Itálica no século XII
Região Campânia
Capital Nápoles
Países atuais Itália

Línguas oficiais
Religião Cristianismo

Duque
• 661–666  Basílio
• 1120/23–1137  Sérgio VII

Período histórico Alta Idade Média
• 661  Nomeação de Basílio
• 1137  Anexação pelo Reino da Sicília

Referências

BibliografiaEditar

  • Coppola, Goffredo; Colamonico, Carmelo; Nicolini, Fausto; Epifanio, Vincenzo; Candida, Riccardo Filangieri di; Pannain, Guido (1934). «Napoli». Treccani 
  • Kajdan, Alexander Petrovich; Hitchner, R. Bruce (1991). «Naples». In: Kajdan, Alexander. The Oxford Dictionary of Byzantium. Nova Iorque e Oxônia: Imprensa da Universidade de Oxônia. ISBN 0-19-504652-8