Abrir menu principal

Eleição pra regente no Brasil em 1835


A Eleição pra regente do Brasil em 1835, ocorreu no dia 7 de Abril de 1835, sendo feita pra escolher o regente do Brasil, que seria único, como determinava o Ato Adicional. Segundo a lei nº 16, de 12 de Agosto de 1834, o regente seria escolhido indiretamente, mas, não pelo parlamento, mas sim, pelos mesmos eleitores de comarca que escolhiam os deputados. [1] Os eleitores da freguesia, escolhiam os eleitores compromissários, que escolhiam os eleitores da paróquia, que escolhiam os eleitores da comarca. O total de eleitores de comarca nessa eleição, era de 6000.

Eleição pra regente do Brasil em 1835
  1831 ← Flag of Brazil (1870–1889).svg → 1838
7 de Abril de 1835
Diogo feijo.jpg Antônio Francisco de Paula Holanda Cavalcanti de Albuquerque.png
Candidato Diogo Feijó Antônio Francisco de Paula de Holanda Cavalcanti de Albuquerque
Partido [[Partido Moderado|]] [[Partido Moderado|]]
Natural de São Paulo Pernambuco
Votos 2 826 2 251
Porcentagem 47,09% 37,51%


Coat of arms of the Empire of Brazil.svg
Presidente do Brasil

Titular
Regência Trina Permanente
Vários

ResultadosEditar

Os mais votados foram membros do partido moderado.[2] Diogo Feijó ganhou por apenas uma diferença de aproximadamente 600 votos. Feijó venceu nas províncias de Rio Grande do Sul, São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo e Ceará. [3]

Eleição para regente do Brasil em 1835
Candidato a presidente Partido Votos Porcentagem
Diogo Feijó Partido Moderado 2826 47,09
Antônio Francisco de Paula de Holanda Cavalcanti de Albuquerque Partido Moderado 2251 37,51
José da Costa Carvalho 847 14,11
Pedro de Araújo Lima 760 12,66
Francisco de Lima e Silva 629 10,48
Manuel de Carvalho Pais de Andrade 605 10,08
Bernardo Pereira de Vasconcelos 595 9,91
Total de votos 6000 100

Referências