Ema da Austrásia

Ema da Austrásia foi uma integrante da família real austrasiana. Ela é, por vezes, identificada como a Ema que se casou com Eadbaldo de Kent.

Ema da Austrásia
Nascimento Desconhecido
Desconhecido
Morte Desconhecido
Desconhecido
Cidadania Reino Unido
Progenitores
Cônjuge Eadbaldo de Kent
Filho(s) Earcomberto de Kent, Eansvida, Eormenredo de Kent
Irmão(s) Berta, Meroveo, Dagoberto I, Cariberto II
Ocupação consorte,
Título Frank prince, king of Kent

Ema era filha de Teodeberto II, rei da Austrásia entre 595 e 612. O monarca tinha demonstrada pouco interesse pelo reino de Kent, mas o Papa Gregório I escreveu-lhe em 601 encorajando-o a incentivar as campanhas missionárias de Paulino e Melito, que seriam fundadas na Cantuária.[1]

Em 616, Eadbaldo ascendeu ao trono de Kent. Sua mãe, provavelmente Berta, foi uma princesa merovíngia. Ele chegou ao trono seguindo a religião tradicional germânica, mas foi convertido e abandonou sua primeira esposa, sua antiga madrasta, o que não foi considerado aceitável pela Igreja.[2] Esse evento parece ter dado início a relações mais estreitas entre os reinos de Kent e dos francos.[3] Eadbaldo se casou uma segunda vez, com uma cristã chamada Ema, ​​que é identificada nos anais da Abadia de Santo Agostinho, como sendo a filha de um rei franco, ou seja, Ema, ​​filha de Teodeberto.[2] Se isso estiver correto, então Emma representa uma possível linhagem de descendentes dos merovíngios até o presente, embora sua linhagem desaparece na obscuridade após algumas gerações.

No entanto, S.E. Kelly, no Dicionário Oxford da Biografia Nacional, sustenta que a crença de que Eadbaldo se casou com a filha de Teodeberto é o resultado da confusão entre ele e Adaloaldo, o rei dos Lombardos. Kelly dá mais credibilidade a uma sugestão de que a esposa de Eadbaldo foi a filha de Erquinoaldo, mordomo do palácio do reino franco da Nêustria entre 641 e 658.[2]

A Ema que se casou com Eadbaldo teve três filhos com ele: Eormenredo, Earcomberto e Eansvida. Ela morreu em 642, dois anos depois de seu marido, e foi enterrada ao lado dele na Abadia de São Pedro e São Paulo na Cantuária, mais tarde incorporada à Abadia de Santo Agostinho.[2]

ReferênciasEditar

  1. M. O. H. Carter, The Age of Sutton Hoo: The Seventh Century in North-Western Europe, p.240
  2. a b c d S. E. Kelly, "Eadbald", Oxford Dictionary of National Biography
  3. C. J. Arnold, An Archaeology of the Early Anglo-Saxon Kingdoms, p.124

Precedido por
Desconhecida
(1a mulher de Eadbaldo)
Rainha consorte de Kent
618–640
Sucedido por
Sexburga de Ely